Dourados-MS,

Grid List

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam, na tarde desta terça-feira, uma camionete S10 de cor branca carregada com 25 caixas de agrotóxicos de origem estrangeira, com peso total de 250 quilos do produto.

A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um patrulhamento ostensivo na rodovia MS-164, região de Ponta Porã.

Os militares abordaram o condutor (34) da S10 branca, que disse transportar agrotóxicos; que adquiriu o produto no Paraguai e que não possuía a documentação de regularidade sanitária e fiscal.

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia da Polícia Federal de Ponta Porã, onde o homem permaneceu à disposição da Polícia Judiciária.

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) prenderam, na tarde desta terça-feira, um homem (28) e sua esposa (21), em um veículo Peugeot 207 de cor vermelha carregado com 272 volumes prensados de maconha, com peso de 265 quilos.

A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um bloqueio policial para fiscalização na rodovia MS-386, região de Ponta Porã.

Os militares deram ordem de parada ao casal que seguia para a cidade de Itajaí (SC), onde reside. Durante a vistoria no veículo localizou-se o entorpecente. O condutor disse que foi contratado e trouxe sua esposa até Ponta Porã e que entregaria a droga em Itajaí.

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia da Polícia Federal de Ponta Porã, onde o casal permaneceu à disposição da Polícia Judiciária.

Policiais Militares Ambientais de São Gabriel do Oeste realizaram fiscalização em uma fazenda no município de Camapuã, a 35 km da cidade nesta terça-feira (19) e localizaram com uso de GPS, o desmatamento ilegal de 1,39 hectares de vegetação nativa, inclusive, parte em área protegida. O desmatamento verificado por técnica de sobreposição de imagem de satélites ocorrera entre o mês de maio e junho do ano passado (2020), conforme os comparativos nas imagens.

Parte da área foi desmatada em vegetação fora da proteção especial por lei, porém, sem licenciamento ambiental e atingiu também parte das matas ciliares (protegidas por lei) do rio Camapuã. A área já estava com plantio de pastagem. Parte da madeira proveniente da vegetação desmatada na área ainda se encontrava no local. As atividades foram interditadas.

O infrator, um administrador de empresas, residente em Camapuã, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 6.560,00. Ele também responderá por crime ambiental com pena de um a três anos de detenção, pena agravada devido a área protegida. O infrator foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Com uso de drone foi realizada toda a caracterização e com GPS a aferição da área para emissão de relatório que irá subsidiar o processo administrativo relativo à multa ambiental, que será julgado pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). Os documentos também serão encaminhados ao Ministério Público Estadual (MPE), para subsidiar a ação criminal, bem como para a possível impetração de Ação Civil Pública de Reparação de Danos.

A noite de quarta-feira (20) foi mágica para o Inter no Morumbi. No mesmo estádio em que o Colorado abriu caminho para o título da Libertadores em 2006, com a vitória por 2 a 1 na primeira final, o time gaúcho atropelou o São Paulo por 5 a 1 e voltou à liderança do campeonato brasileiro. Com a goleada, o Colorado chegou aos 59 pontos e ultrapassou o próprio São Paulo, que segue com 57.

A festa gaúcha em São Paulo começou bem cedo. Aos sete, em cruzamento perfeito do lateral-esquerdo Moisés, o zagueiro Victor Cuesta mandou para a rede. Aos 23, veio o segundo gol colorado. O meia Patrick lançou o centroavante Yuri Alberto, que só rolou para o garoto Caio Vidal. Ele dominou e tocou na saída do goleiro Volpi. A atuação do Inter no Morumbi era praticamente perfeita, mas, depois de uma falha do zagueiro Cuesta, o São Paulo teve um escanteio. Na cobrança, o sistema defensivo do Inter parou e o centroavante Luciano fez o gol do Tricolor aos 35 minutos.

Só que quem esperava uma recuperação do São Paulo na etapa final estava muito enganado. A festa seguiu sendo completa do Inter. Aos 14, o artilheiro da noite Yuri Alberto entrou em cena. Depois de uma lambança na saída de bola do São Paulo, o centroavante fez o terceiro. Aos 20, o atacante Peglow tocou para Yuri Alberto. Na corrida, ele driblou Volpi e estufou a rede paulista. Logo depois, aos 22, mais um dele. Daniel Alves perdeu a bola e o meia Patrick lançou o centroavante do time gaúcho. Ele invadiu a área e bateu rasteiro para fechar o placar em 5 a 1.   

Essa é a maior goleada da história do confronto e foi a 7ª vitória seguida do Inter, um recorde para o clube na história do Campeonato Brasileiro. O time ainda fica a uma vitória de igualar as melhores marcas dos torneios de pontos corridos, desde 2003, que são do Cruzeiro (campeão em 2003) e do Flamengo (campeão em 2019).

O próximo compromisso do Colorado será o Gre-nal no Beira-Rio no domingo (24). O São Paulo enfrenta o Coritiba no Morumbi no sábado (23).

Bragantino goleia Vasco

No Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o Bragantino goleou o Vasco da Gama por 4 a 1. O gol foi marcado pelo volante Ramires aos 14 minutos do primeiro tempo de cabeça depois de um bom cruzamento do Claudinho da esquerda. 

Aos 26 do segundo tempo, o meia Claudinho aproveita uma bela jogada ensaiada para ampliar o placar para o Bragantino. Aos 32, o meia vascaíno Gabriel Pec ainda descontou aproveitando rebote do goleiro. Aos 40, Claudinho do Bragantino fez o terceiro. E aos 47 Hurtado ainda teve tempo de marcar o quarto e fechar o placar. 

Nos últimos quatro jogos, a equipe do interior paulista tem três vitórias e um empate. Com esses resultados, o Bragantino chega à 10ª colocação com 41 pontos. Enquanto isso, o Vasco perdeu a segunda partida seguida e se aproximou da zona de rebaixamento à Série B. O Cruzmaltino é o 16º com 32 pontos, à frente do Fortaleza, que abre o Z-4, apenas nos critérios de desempate.

O time de Bragança Paulista volta a jogar na segunda-feira (25) contra o Corinthians em São Paulo. O próximo compromisso do Vasco é contra o Atlético Mineiro no sábado (23) no Rio de Janeiro.

Sem chances de retornar à Série A em 2021, o Cruzeiro, pelo menos, livrou-se matematicamente de qualquer possibilidade de rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Nessa quarta-feira (20), a Raposa venceu o Operário-PR por 2 a 1 no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 36ª rodada da competição. O tropeço, por sua vez, praticamente tirou o Fantasma da briga por vaga na próxima temporada da primeira divisão nacional.

Os mineiros subiram para o 13º lugar, com 47 pontos, não podendo mais serem alcançados pelo Figueirense, 17º colocado e primeiro time na zona de rebaixamento, que tem 39 pontos e só pode chegar aos 45 pontos. Os paranaenses caíram para a nona posição, com 51 pontos. A duas rodadas do fim da Série B, a equipe de Ponta Grossa (PR) está cinco pontos atrás do CSA, que aparece em quarto e fecha a zona de acesso à próxima Série A.

Os primeiros 30 minutos foram de domínio do Operário. Aos 11 minutos, o atacante Rafael Oller recebeu um cruzamento do lateral Alex Silva pela direita e acertou um bonito voleio, que passou rente ao travessão. Aos 18 minutos, o atacante Ricardo Bueno cobrou falta com perigo, e o goleiro Fábio defendeu. Aos 23, o meia Marcelo finalizou próximo à trave cruzeirense. Logo na primeira chegada real da Raposa, porém, o gol saiu. Aos 31 minutos, o atacante Rafael Sobis foi lançado, deu um chapéu no goleiro Martín Rodríguez e completou de cabeça para as redes.

O Cruzeiro administrou a vantagem e quase ampliou no primeiro lance do segundo tempo, em chute do atacante William Pottker, que Martín Rodríguez defendeu no canto. O intervalo, no entanto, fez bem ao Fantasma, que recuperou o ímpeto do começo da partida. Aos nove minutos, Ricardo Bueno arriscou de fora da área, a bola desviou no zagueiro Manoel e foi para as redes de Fábio. Os paranaenses poderiam ter virado dois minutos depois com o volante Pedro Ken, mas a arbitragem viu falta do camisa 8 no volante Machado, para revolta do banco do Operário.

A equipe de Ponta Grossa seguiu melhor, mas, assim como na primeira etapa, foi o Cruzeiro quem balançou as redes. Aos 30 minutos, William Pottker foi lançado por Manoel e bateu na saída de Martín Rodríguez. O Operário se lançou ao ataque em busca de novo empate, mas a última boa chance foi da Raposa, com o atacante Wellinton, aos 41 minutos, quase debaixo do travessão. Nos acréscimos, o técnico do Fantasma, Matheus Costa, e o atacante Diego Cardoso (que havia acabado de entrar), também do time do Paraná, foram expulsos.

Pela 37ª rodada da segunda divisão, o Cruzeiro volta a campo no domingo (24), às 16h (horário de Brasília), novamente no Independência, diante do Náutico. Já o Operário recebe a Chapecoense na segunda-feira (25), às 17h, no estádio Germano Krüger.

Náutico goleia e respira

Próximo adversário cruzeirense, o Náutico goleou pela 36ª rodada da Série B. O Timbu recebeu o já rebaixado Oeste e venceu por 4 a 1 no estádio dos Aflitos, em Recife. O resultado levou o time alvirrubro ao 15º lugar, com 42 pontos, três pontos a mais que o Figueirense, que abre o Z-4. O Rubrão, com a derrota, não tem mais como deixar a lanterna da competição. A equipe de Barueri (SP) soma 26 pontos e pode, no máximo, chegar a 32 pontos. O Botafogo-SP, que é o penúltimo, tem 34 pontos.

O lateral Hereda, o meia Jean Carlos e os atacantes Kieza e Erick balançaram as redes para o Náutico, que pode dar enorme passo para garantir a permanência na Série B se vencer o Cruzeiro neste domingo. O atacante Pedrinho fez o gol de honra do Oeste, que disputa o penúltimo jogo pela segunda divisão antes do retorno à Série C nesta terça-feira (26), às 19h15, diante do Paraná, na Arena Barueri.

Um gol do atacante Caio Paulista, aos 45 minutos do segundo tempo, salvou o Fluminense de uma derrota no Couto Pereira e evitou o que seria a segunda vitória seguida do Coritiba pela Série A do Campeonato Brasileiro. O empate por 3 a 3 nesta quarta-feira (20), porém, não ajuda muito nem as pretensões do Coxa, nem as do Tricolor.

Os paranaenses foram a 26 pontos e assumiram a 18ª posição, que era do Goiás (que ainda joga pela 31ª rodada), por terem uma vitória a mais. O time de Curitiba segue na zona de rebaixamento. Os cariocas chegaram aos 47 pontos, em sétimo lugar, e continuam quatro pontos atrás do Grêmio, sexto colocado e último time na zona de classificação à Libertadores.

O Coritiba abre a 32ª rodada do Brasileirão no sábado (23), às 19h (horário de Brasília), diante do São Paulo. No domingo (24), o Fluminense tem o clássico contra o Botafogo em São Januário, no Rio de Janeiro, às 20h30.

Coxa abre vantagem

O Coritiba precisou de apenas dois minutos para abrir o placar. O meia Luiz Henrique dominou na intermediária, avançou sem marcação e soltou a bomba de fora da área, no canto direito do goleiro Marcos Felipe. Com mais posse de bola, o Fluminense tentou responder. Aos 14 minutos, o chute do atacante Lucca, da entrada da área, saiu à esquerda, rente ao gol alviverde. Cinco minutos depois, o lateral Calegari invadiu a área pela direita e chutou cruzado. O goleiro Wilson defendeu e a bola ainda foi no travessão.

Com as linhas avançadas atrás do empate, o Tricolor deu espaços e o Coxa aproveitou. Aos 32 minutos, o meia Hugo Moura lançou Natanael pela direita. O lateral disparou em velocidade, entrou na área e tocou na saída de Marcos Felipe, ampliando a vantagem do time da casa.

Promessa inicia reação

Após o intervalo, o técnico Marcão promoveu a estreia de John Kenedy. A jovem promessa tricolor não decepcionou. No 13º minuto em campo, o atacante de 18 anos aproveitou o rebote de Wilson em chute do meia Michel Araújo e mandou para as redes. Mesmo em meio a uma segunda etapa truncada, o Fluminense chegou ao segundo gol. Aos 26 minutos, o lateral Egídio levantou e o atacante Fred, de cabeça, deixou tudo igual.

O duelo seguiu com poucas chances, mas com os times aproveitando as oportunidades que apareciam. Aos 30 minutos, o atacante Robson finalizou de fora da área e recolocou o Coritiba à frente. Aos 45, dois atletas que saíram do banco salvaram o Fluminense: Caio Paulista (que entrou no lugar de Michel Araújo) recebeu do também atacante Wellington Silva (que substituiu Lucca) e chutou por baixo de Wilson, dando números finais ao jogo. Nos acréscimos, Caio e Robson foram expulsos.

A partir de agora os bares poderão voltar a funcionar em Dourados. A prefeitura republicou, nesta quarta-feira (20) o Decreto Municipal do último dia 17 de janeiro, em que proibia o funcionamento dos bares na cidade.

Dessa forma, os bares poderão funcionar no mesmo sistema das conveniências. Fica permitido o funcionamento de segunda a domingo, das 11h às 18h, e após isso, somente na modalidade “pegue e leve”, por meio de janela, de segunda a domingo, das 18 às 22h.

Com a mudança, a suspensão do funcionamento das atividades só vale para tabacarias, boliches e sinuca.

Em decreto publicado na noite desta quarta-feira (20) no Diário Oficial do Município, a Prefeitura de Dourados cria um sistema de transparência para os procedimentos da vacinação contra a Covid-19.

O decreto de número 37, permite que os dados da Campanha de Vacinação contra o coronavírus, como atendimento de cobertura vacinal aos grupos prioritários estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde e Ministério da Saúde, sejam de conhecimento público, podendo ser acessados por qualquer pessoa.

Segundo o documento “é dever dos órgãos, especialmente da Secretaria Municipal de Saúde, independente de requerimento, fornecer, semanalmente, à Assessoria de Comunicação do Município de Dourados, planilha, conforme modelo contido no anexo, com todas os nomes das pessoas vacinadas no município, a fim de serem

divulgados na página oficial da Prefeitura na Internet”. Além do nome do vacinado, a planilha também prevê informações como idade e o grupo prioritário do qual a pessoa faz parte.

O decreto prevê a divulgação contendo apenas o primeiro nome do cidadão vacinado, acompanhado das iniciais dos demais sobrenomes, a fim de resguardar a intimidade das pessoas, sem prejuízo da manutenção da planilha contendo os dados completos nos arquivos da Secretaria Municipal de Saúde, para caso estes sejam requisitados por órgãos de controle em geral.

“Estamos lidando com saúde e, nesse momento, temos que cuidar para que todos os protocolos sejam seguidos à risca, principalmente porque o trabalho está apenas começando. Por isso, a transparência é essencial para que possamos garantir que todos recebam as doses da vacina”, disse o prefeito Alan Guedes.

Doses

Segundo o secretário municipal de Saúde, Frederico de Oliveira Weissinger, na tarde desta quarta-feira (20) o município repassou à Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) as primeiras duas mil doses para que o trabalho de imunização comece nas aldeias de Dourados.

A previsão, nessa primeira fase, é que em Dourados sejam vacinadas 14.894 pessoas, considerando que o município recebeu 29.788 doses e o plano prevê duas doses para cada pessoa num intervalo de 28 dias.

Os municípios sul-mato-grossenses receberam do Governo do Estado mais de R$ 3,3 bilhões em repasses no ano de 2020. Mesmo com a pandemia do coronavírus, houve incremento de receita num percentual de 10% se comparado com o valor no mesmo período - janeiro a dezembro - de 2019, quando chegaram aos cofres municipais o total de R$ 2.991.535.171,39, conforme dados no Portal da Transparência.

O secretário de Fazenda, Felipe Mattos, pondera que os repasses são uma importante fonte na composição orçamentária dos municípios, haja vista que a maioria das 5.570 cidades brasileiras dependem dos repasses estaduais e federais para realizar investimentos. “É um recurso de extrema importância, utilizado pelos prefeitos de acordo com as demandas, o qual visa suprir melhorias para a população nas áreas prioritárias de políticas públicas como Educação, Saúde, Segurança Pública, entre outros”.

Entre os tributos passíveis de serem repartidos com os municípios estão o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul), Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

O repasse mais vultoso é referente ao ICMS – maior fonte de arrecadação própria do Estado – que somou R$ 2,5 bilhões em 2020, contra R$ 2,3 bilhões em 2019. Constitucionalmente, os municípios têm direito a 25% de toda a arrecadação de ICMS feita pelo Estado. Esse percentual é dividido com base em critérios definidos por lei. No MS o bolo destinado aos municípios obedece a seguinte ordem: 75% é rateado com base no Índice de Valor Adicionado, 3% da receita própria, 5% do ICMS Ecológico, 5% baseado no número de eleitores, 5% tendo como base o território e 7% é repartido igualmente a todos os municípios.

Em seguida aparece o IPVA - segunda fonte de arrecadação do Governo do Estado – com R$ 400 milhões em 2020, ou seja, um acréscimo de 10,5% em relação a 2019, quando fechou em R$ 358 milhões. Esse valor corresponde a 50% do total arrecadado, os quais são revertidos para o município em que o veículo está registrado. De acordo com dados extraídos do Portal, os municípios com maior número de veículos são Campo Grande (R$ 162.820.493,63), Dourados (R$ 41.193.172,52) e Três Lagoas (R$ 22.990.162,40).

As demais transferências são relativas ao Fundersul Agropecuária (R$ 145.853.562,77), Fundersul Combustíveis (R$ 89.273.674,42); Fundo de Investimento Social- FIS (R$ 33.000.000,00); FIS Saúde (R$ 135.000.000,00); Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI exportação (R$ 25.002.005,17) e Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico incidente sobre importação e comercialização de combustíveis – Cide (R$ 4.474.238,53).

O ex-prefeito de Dourados (MS), Humberto Teixeira, morreu aos 82 anos na madrugada desta quinta-feira (21). 

Ele estava internado no Hospital Evangélico de Dourados, e havia testado positivo para a Covid-19.

Humberto Teixeira foi prefeito da cidade entre 1992 e 1996. Havia sido eleito deputado estadual de Mato Grosso do Sul em 1990. Também foi candidato a vice-governador nas eleições de 1998.

Ele é irmão do deputado estadual Zé Teixeira e pai do ex-vereador Humberto Teixeira Júnior. 

O velório ocorrerá entre às 13h e 15h no complexo Pax Primavera, número 1135, localizado na Rua Hilda Bergo Duarte, Vila Planalto, em Dourados.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (20), após reunião virtual com o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, que o atraso na liberação de insumos chineses para a produção da CoronaVac no Brasil se deve a razões técnicas e não políticas.

Maia destacou que o embaixador deixou claro que não há obstáculo diplomático para entrega do material para os imunizantes. Segundo o presidente da Câmara, o governo chinês se comprometeu em trabalhar para acelerar a exportação dos insumos para a fabricação de vacinas contra a covid-19 no Brasil.

"O governo chinês vai trabalhar para acelerar a chegada desses insumos. O diálogo com o governo de São Paulo e o Instituto Butantan vai fazer com que a gente consiga avançar o mais rapidamente possível. A decisão do governo chinês é atender a população brasileira", destacou.

Rodrigo Maia disse ainda que, até o momento, a embaixada chinesa recebeu contato do governo brasileiro para tratar do tema.

Governo Federal

Por meio das redes sociais, o Ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que o governo federal é o único interlocutor oficial com o governo chinês. "O governo federal vem tratando com seriedade todas as questões referentes ao fornecimento de insumos farmacêuticos para produção de vacinas (IFA). O Ministério das Relações Exteriores, por meio da embaixada do Brasil em Pequim, tem mantido negociações com o governo da China".

Segundo o ministro, outros ministros têm conversado com o Embaixador Yang Wanming. "No dia de hoje, foi realizada com o Embaixador, uma conferência telefônica com participação dos ministros da Saúde, da Agricultura e das Comunicações", destacou. 

O presidente Jair Bolsonaro cumprimentou Joe Biden pela posse como novo presidente dos Estados Unidos (EUA) em publicação postada nas redes sociais na tarde desta quarta-feira (20). Horas mais cedo, Biden foi empossado no cargo em uma cerimônia ocorrida em Washington, capital norte-americana, tornando-se o 46º presidente do país, sucedendo Donald Trump.
 
"Cumprimento Joe Biden como 46º Presidente dos EUA. A relação Brasil e Estados Unidos é longa, sólida e baseada em valores elevados, como a defesa da democracia e das liberdades individuais. Sigo empenhado e pronto para trabalhar pela prosperidade de nossas nações e o bem-estar de nossos cidadãos", postou Bolsonaro, que também divulgou, na publicação seguinte, uma carta enviada ao novo presidente dos EUA, na qual o líder brasileiro fala em aprofundar as relações entre os países.

"É minha convicção que, juntos, temos todas as condições para seguir aprofundando nossos vínculos e agenda de trabalho, em favor da prosperidade e do bem-estar de nossas nações", diz Bolsonaro em um trecho da carta. "Ao desejar a vossa excelência pleno êxito no exercício de seu mandato, pelo que aceite, senhor presidente, os votos de minha mais alta estima e admiração", acrescentou.

Comércio, meio ambiente e segurança 

Na carta a Biden, Bolsonaro cita sua admiração pelos Estados Unidos e enumera temas que ele considera prioritários na atual agenda bilateral.

"No campo econômico, o Brasil, assim como empresários de nossos países, tem interesse em um abrangente acordo de livre comércio, que gere mais empregos e investimentos e aumente a competitividade global de nossas empresas. Já temos como base os recentes protocolos de facilitação de comércio, boas práticas regulatórias e combate à corrupção, que certamente contribuirão para a recuperação de nossas economias no contexto pós-pandemia".

Sobre a questão ambiental, Bolsonaro mencionou, na carta, a renovação das metas do país no Acordo de Paris e pediu diálogo, especialmente na questão energética. 

"Estamos prontos, ademais, a continuar nossa parceria em prol do desenvolvimento sustentável e da proteção do meio ambiente, em especial a Amazônia, com base em nosso Diálogo Ambiental, recém-inaugurado. Noto, a propósito, que o Brasil demonstrou seu compromisso com o Acordo de Paris com a apresentação de suas novas metas nacionais. Para o êxito do combate à mudança do clima, será fundamental aprofundar o diálogo na área energética".

Outro ponto tratado por Bolsonaro no documento enviado a Biden foi sobre segurança e combate ao crime organizado.

"Brasil e Estados Unidos coincidem na defesa da democracia e da segurança em nosso hemisfério, atuando juntos contra ameaças que ponham em risco conquistas democráticas em nossa região. Adicionalmente, temos cooperado para impedir a expansão das redes criminosas e do terrorismo, que tantos males causam a nossos países e aos demais países da América Latina e do Caribe".

Chanceler

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também postou nas redes sociais sobre a posse de Joe Biden. Araújo escreveu que, com Bolsonaro, o Brasil retomou a vocação de uma parceria profunda com os EUA.

"Esperamos, agora com o Presidente Biden, aprofundar essa parceria, diante dos novos desafios que se deparam aos nossos ideais comuns", escreveu.

Em meio ao aumento da inflação de alimentos que começa a estender-se por outros setores, o Banco Central (BC) decidiu não mexeu nos juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve a taxa Selic em 2% ao ano pela quarta vez seguida. A decisão era esperada pelos analistas financeiros. 

Em comunicado, o Copom informou que existem riscos tanto de alta como de queda da inflação. Segundo a autoridade monetária, a alta do preço das commodities (bens primários com cotação internacional) e a alta do dólar pressionam a inflação no início do ano. Por outro lado, o nível de ociosidade da economia e o aumento no número de casos de covid-19 diminuem a demanda e puxam para baixo os índices de preços.

Com a decisão desta quarta-feira (20), a Selic está no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. Em julho de 2015, a taxa chegou a 14,25% ao ano. Em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,5% ao ano em março de 2018. Em julho de 2019, a Selic voltou a ser reduzida até alcançar 2% ao ano em agosto de 2020.

Inflação

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em 2020, o indicadornfechou em 4.52%, acima do centro da meta, de 4%.

Para 2020, o Conselho Monetário Nacional (CMN) tinha fixado meta de inflação de 4%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. O IPCA, portanto, não podia superar 5,5% neste ano nem ficar abaixo de 2,5%. A meta para este ano foi fixada em 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual.

No Relatório de Inflação divulgado no fim de dezembro pelo Banco Central, a autoridade monetária estimava que, em 2021, o IPCA fecharia o ano em 3,4% no cenário base. Esse cenário considera uma eventual alta da inflação no primeiro semestre, seguida de queda no segundo semestre.

A projeção, por enquanto, está em linha com as previsões do mercado. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo BC, a inflação oficial deverá fechar o ano em 3,43%. 

 

Crédito mais barato

A manutenção da taxa Selic em níveis baixos estimula a economia porque juros menores barateiam o crédito e incentivam a produção e o consumo em um cenário de baixa atividade econômica. No último Relatório de Inflação, o Banco Central projetava crescimento de 3,8% para a economia em 2021. A projeção pode ser revisada nos próximos relatórios, que saem no fim de cada trimestre.

O mercado projeta contração um pouco menor. Segundo a última edição do boletim Focus, os analistas econômicos preveem contração de 3,45% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos pelo país) neste ano.

A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la para cima, o Banco Central segura o excesso de demanda que pressiona os preços, porque juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Ao reduzir os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas enfraquece o controle da inflação. Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de subir.

A partir desta quinta-feira (21), os pneus para transporte de cargas entrarão no país sem pagar Imposto de Importação. A medida foi decidida pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), com o objetivo de reduzir os custos operacionais do transporte rodoviário de cargas no Brasil.

Em nota, o Ministério da Economia informou ter atendido a pedido do Ministério da Infraestrutura. A Camex informou ter ouvido empresas do setor que, informaram que os preços dos pneus de carga no mercado nacional têm ficado mais caros por causa da alta do dólar, do aumento da demanda pelo produto e pela elevação do preço das commodities (bens primários com cotação internacional).

A medida valerá a partir da publicação da resolução no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira (21). Em 2020, 1,28 milhão de pneus novos de borracha, usados em caminhões, foram importados pelo Brasil, num total de US$ 141,8 milhões.

A Funtrab está com ofertas de emprego em vários setores para profissionais de ensino fundamental e superior, com salários acima de 3 mil reais, confira: 

Farmacêutico (1 vaga) – é preciso ter curso superior completo em Farmácia e no mínimo seis meses de experiência comprovada. O contratado atuará como responsável técnico e na dispensação de medicamentos. Salário é de R$ 3.120,00 com direito ao vale-transporte, alimentação no local e outros benefícios.

Farmacêutico logístico (1 vaga) – ter no mínimo seis meses de experiência comprovada em Carteira e ensino superior completo em Farmácia. É necessário ter experiência ou vivência em farmácia hospitalar. Atuará como farmacêutico hospitalar supervisionando unidades e equipe de auxiliares de farmácia, bem como suas rotinas, procedimentos e processos de atendimento. Será responsável pelo envio de relatórios de apontamentos para o RH. Emite e analisa relatórios operacionais. Reporta informações ao superior imediato. Controla manutenção e revisão de equipamentos utilizados na operação. Preenche e controla formulários técnicos, dentre outros. O salário é de R$ 3.057,00, com direito a vale-transporte, assistência médica-odontológica e tíquete-alimentação. 

Serralheiro (1 vaga) – pode ter ensino fundamental completo e seis meses de experiência não comprovada em Carteira para trabalhar como serralheiro/mecânico industrial, precisa ter conhecimento em solda. O salário é de R$ 3 mil mais tíquete-alimentação. 

Supervisor de logística (2 vagas) - ter no mínimo seis meses de experiência comprovada em Carteira e ensino superior completo em Administração ou Logística. Atuará na administração e liderança e terá como atribuições realizar visitas de negócios aos clientes em potencial, criar e acompanhar indicadores de performance; analisar os resultados e desenvolver estratégias para o alcance das metas; acompanhar e avaliar o mercado e a concorrência; selecionar, avaliar e contratar junto à área de Recursos Humanos; gerenciar o treinamento de equipes e campanhas motivacionais; orientar a equipe; planejar e trabalhar em conjunto com o cliente. O salário é de R$ 3.045, 00, com benefícios a combinar. 

Como proceder 

Para evitar filas e aglomerações a Funtrab disponibilizou o aplicativo para agendamento de atendimento. Baixe no celular o aplicativo “MS Contrata+ para Trabalhadores”. Acesse os links para download do aplicativo “MS Contrata+ para Trabalhadores”: 

IOS:  

https://apps.apple.com/us/app/ms-contrata-p-trabalhadores/id1544791407 

Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.bluetrix.contratamais 

360x310 (2) Imobiliaria
360x310 (3) Comercial Oshiro
Publicidade