Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Grid List

Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado

Campo Grande

A Polícia Militar revelou no início da noite de quarta-feira (17) que o aluno de 9 anos ferido após ser baleado dentro de uma sala do quarto ano do Colégio Adventista de Campo Grande, no Jardim dos Estados, região central, portava uma pistola calibre 6,35.

Segundo informações apuradas junto à PM, o menino levou a arma na mochila, chegou a exibir para alguns amigos no intervalo das aulas. 

Testemunha ouvida preliminarmente pela PM contou que o menino teria disparado por acidente ao pegar algo na mochila durante a aula. Ou seja, não estava manuseando a arma durante a aula.

Foi a professora de uma sala vizinha quem fez os primeiros-socorros. O professor de geografia, assustado com o disparo, correu para pedir ajuda após se certificar que as demais crianças se deitaram no chão. Ele que encontrou a arma, dentro da bolsa escolar, quente pelo disparo.

O caso ocorreu por volta das 16h30. Era a é última aula do dia no local.

Os primeiros pais não demoraram mais que 15 minutos para chegarem no local após o ocorrido, avisados pelos próprios filhos. Informações desencontradas, normais em uma situação como essa. Uma das ligações à Central da PM chegou a dizer que "mais de um atirador matava crianças na escola."

Segundo a corporação, foi uma decisão da própria diretoria segurar os alunos por mais de 30 minutos após o disparo na área interna da escola. O objetivo era tranquilizar a situação, mostrar que tudo não passou de um acidente e mostrar o amigo socorrido para evidenciar que a tragédia não foi maior. 

Mas o estresse de uma situação como essa foi grande. Muitas das crianças choravam copiosamente até por volta de uma hora depois do ocorrido.

O trecho da Rua Rio Grande do Sul onde fica o colégio ficou interditado para trânsito no momento do resgate do menino por uma ambulância. Ele foi socorrido consciente até um pronto-socorro particular da região central.

Segundo informações, a arma levada à escola era de seu pai, perito da Polícia Civil. 

Ainda não está definido em qual delegacia o caso será registrado.

O Colégio Adventista disse que irá se pronunciar sobre o caso por meio de uma nota. 

 

 

Correio do Estado.

Foto - Osvaldo Duarte

Dourados

O moçambiquenho Geraldo Kaunda Assuini, 42, morreu no início da tarde desta quarta-feira (17/10) em Dourados ao tentar atravessar a nado o lago do Parque Arnulfo Fioravanti, que fica atrás do Terminal Rodoviário Renato Lemes Soares.

Conforme o apurado até o momento, ele estava na companhia de outras pessoas no local comendo e bebendo.

Em determinado momento ele na companhia de outras pessoas entraram na água, porém, em logo em seguida Gerson acabou se afogando. 

O Corpo de Bombeiros está no local na companhia de policiais militares ambientais em busca do corpo do rapaz.  

 

Dourados News

Foto - Osvaldo Duarte

Dourados

Plínio Fortes Alcântara Sobrinho, 40, foi vítima de acidente por volta das 09h30, deste domingo (14) em Dourados. 

Plínio é adepto ao ciclismo e seguia de bicicleta na avenida Marcelino Pires quando próximo ao Hotel 10 foi colhido por uma caminhonete S10, cor prata, placas de Dourados conduzida por um homem de 41 anos. 

Ele foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital da Vida. A equipe de socorro informou que o estado de saúde dele é gravíssimo.  

 

 

Dourados News

Veículo ficou completamente destruído, às margens de rodovia - Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado

Outras Cidades

Uma pessoa morreu e outra ficou ferida em acidente entre um veículo Volkswagen Parati e uma carreta Scania por volta das 5 horas deste domingo (14) no km 374 da BR-060, região da saída para Sidrolândia, a cerca de quatro quilômetros de Campo Grande. 

O carro de passeio, com placas da Capital, seguia no sentido Sidrolândia-Campo Grande e teria invadido a pista contrária, colidindo com a carreta, que estava carregada de adubo. Com o impacto, a Parati arrancou as rodas dianteiras da carreta, partiu-se ao meio e foi parar a cerca de 80 metros do local da batida.

Morreu no local o condutor da Parati, Leandro Roberts da Silva Santos, de 32 anos. A passageira do veículo, Taciane Elvira Peralta, também de 32 anos, sobreviveu a colisão e foi socorrida e encaminhada para a Santa Casa.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, conhecidos das duas vítimas estiveram no local do acidente e informaram ao Corpo de Bombeiros que momentos antes do ocorrido Leandro e Taciane estavam em uma festa, em uma chácara próxima dali.

O motorista da carreta, Valdemar de Melo, 50, que teve apenas escoriação na face, contou que iria entregar uma carga de fertilizante em uma fazenda a cerca de 18 km da Capital, quando ocorreu o acidente. “Ele (motorista da Parati) invadiu a pista contrária. Eu tentei tirar, saindo na braquiara, mas não teve jeito. Ou estava dormindo ou passou mal, vai ter que ver o que aconteceu”, comentou.

Após o acidente, a rodovia ficou parcialmente interditada e a Polícia Rodoviária Federal permaneceu controlando o trânsito no local, com liberação de um sentido por vez. Por volta das 8h, o trânsito foi restabelecido e um caminhão guincho foi para o trecho, para fazer a remoção da carreta.

 

 

Correio do Estado

Foto: Porã News

Outras Cidades

Proprietária de empresa de contabilidade e executada a tiros por pistoleiros na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

A vitima foi identificada como a brasileira Elisandra Aranda Maldonado (38) executada a com nove disparos de pistola do calibre 9mm na manha de sábado (12) 09:05hs, quando saia da feira livre situada na avenida Tenente Herrero esquina com a rua Perpetuo Socorro no centro da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero a bordo de um veiculo Ssa Yong Corando, cor preta, placas IBT 086 Paraguai, após realizar compras no local momento em que foi abordado, supostamente por um casal que se encontrava a bordo de uma motocicleta que sem mediar palavras realizaram contra a vitima nove disparos pela que a mesma faleceu de forma instantânea no local antes mesmo de receber atendimento medico.

Segundo os investigadores da Divisão de Homicídios, a mesma se encontrava realizando compras na feira livre na manha de hoje e quando saia do local a bordo de seu veiculo foi interceptada e executada com nove disparos de pistola 9mm, ainda segundo os investigadores a mesma era proprietária da empresa de contabilidade “Aliados” situada na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero e a vitima se encontrava gravida, manifestaram os investigadores.

Agentes da Policia Técnica apoiados pelos investigadores de Homicídios e pelo promotor Gabriel Segovia realizaram os procedimentos de rigor e encaminharam o corpo ao IML da cidade a espera dos familiares da vitima, o caso poderia ter relação com um ajuste de contas do crime organizado na região de fronteira.

 

Porã News

Cães Farejadores da PRF - Foto - Divulgação

Campo Grande

Cães farejadores localizaram 119,5 quilos de cocaína escondidos em fundos falsos nos tanques de combustível  de três caminhonetes Toyota Hilux na tarde de ontem, em Campo Grande. A apreensão, feita pela Polícia Rodoviária Estadual (PRF), ocorreu na altura do quilômetro 370 da BR-060. Os motoristas, 31, 47 e 33 anos, foram presos em flagrante.

Segundo nota, após denúncia, os PRFs abordaram os três veículos e desconfiaram de alteração nos tanques. Por este motivo, foi acionado o Grupo de Operações com Cães (GOC) para que os animais pudessem farejar a droga. Ao todo, o cães treinados encontraram 35 tabletes e cada uma das caminhonetes, totalizando 11,5 quilos de cocaína. 

Os suspeitos confessaram terem pego os veículos carregados, sendo uma na cidade de Dourados com destino a Campo Grande, e duas em Ponta Porã com destino Campo Grande e Jaraguari. Os motoristas, os veículos e a droga foram encaminhados para a Superintendência Regional da Polícia Federal de Campo Grande.

 

Correio do Estado

A vantagem conquistada no Mineirão pesou a favor do Cruzeiro nessa quarta-feira, dentro da Arena Corinthians. O time mineiro soube suportar uma tentativa alucinada dos alvinegros em busca da virada e, com um contra-ataque fatal, garantiu o hexa da Copa do Brasil (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018) com um novo triunfo sobre os corintianos, dessa vez por 2 a 1.

O árbitro de vídeo acabou sendo protagonista na finalíssima ao auxiliar a arbitragem na hora de confirmar o pênalti que originou o gol de empate dos paulistas, mas foi ainda mais determinante ao anular o gol da virada do Corinthians pouco antes do segundo gol cruzeirense. O resultado evita o tetra da equipe do Parque São Jorge e deixa a Raposa isolada como maior vencedora da competição nacional por mata-mata, deixando o Grêmio para trás.

A necessidade da vitória e o histórico do ataque inofensivo no Mineirão levaram Jair Ventura a apostar em uma escalação inédita. Douglas, Mateus Vital, Clayson e Pedrinho começaram no banco de reservas. Gabriel, Emerson Sheik e Jonathas foram as apostas do treinador, que dessa forma também modificou o esquema tático da equipe.

Antes mesmo da bola rolar, o comandante corintiano recebeu críticas pesadas pela opção escolhida. E no campo o pessimismo se confirmou. Os donos da casa sentiram o desentrosamento e demoraram a criar alguma chance real de gol.

Para piorar, a ausência de qualidade individual voltou a pesar contra os corintianos. Os erros de passes, de domínio, nas decisões das jogadas irritavam os mais impacientes. E uma dessas falhas acabou sendo fatal.

O Cruzeiro, com a vantagem conquistada em Belo Horizonte, se postou na defesa e aguardou a hora certa. E o momento tão esperado pelos mineiros não demorou a acontecer.

Uma virada de jogo equivocada de Romero dificultou o domínio de Léo Santos. Ao tentar evitar um simples lateral, o jovem zagueiro acabou deixando a bola limpa para Rafinha. O contra-ataque chegou em Barcos, que mandou para o gol e viu Cássio e a trave evitarem o gol. No rebote, Robinho mandou para as redes.

O baque foi sentido pelos corintianos. Pouco depois, em bola levantada à área, Dedé mandou novamente balançou a trave de Cássio. A resposta e melhor oportunidade alvinegra só veio a 15 minutos do intervalo. Henrique, com total liberdade, cabeceou pela linha de fundo.

Apesar dos dois volantes amarelados e de um centroavante ineficiente, Jair Ventura não perdeu sua convicção e manteve os mesmos jogadores para o segundo tempo. Certo ou errado, tudo que Jair queria e os cruzeirenses temiam aconteceu. Com apenas cinco minutos, Thiago Neves cometeu pênalti em Ralf. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães precisou rever a jogada após ouvir o árbitro de vídeo, Wilton Pereira Sampaio, para assinalar a cal. Jadson, então, chamou a responsabilidade e não vacilou.

O clima favorável e a explosão nas arquibancadas levaram o Corinthians à pressão. O tempo, porém, jogava contra os paulistas. Por isso, Pedrinho foi chamado para substituir Jonathas.

E assim como na semifinal contra o Flamengo, pouco depois de pisar no gramado, a estrela do menino da base corintiana brilhou. Um arremate improvável, de longe, entrou no ângulo de Fábio. Um verdadeiro golaço, mas que acabou anulado após o árbitro novamente consultar o VAR. Um toque de Jadson, com o braço, em Dedé, na origem da jogada, na interpretação de Wagner do Nascimento Magalhães foi suficiente para que a virada do Corinthians fosse anulada.

A sensação de frustração na Arena foi inevitável. Pedrinho parecia não acreditar. Clayson e Vital ainda entraram nas vagas de Emerson e Gabriel, mas correr atrás de mais um gol não seria fácil para o Corinthians.

Os espaços foram deixados. E o cenário ficou propício para o Cruzeiro. Que de novo foi fatal na única oportunidade que teve. Arrascaeta ficou cara a cara com Cássio e mostrou por que a diretoria celeste se esforçou tanto para lhe trazer a tempo de jogar a final. Um leve toque por cobertura praticamente decretou o título dos visitantes.

Restou ao Corinthians lutar e se empenhar até o fim em busca do improvável. O milagre, no entanto, não apareceu em Itaquera. O consolo do elenco se deu pelos aplausos e gritos de incentivo da Fiel mesmo com o vice-campeonato confirmado.

A temporada agora continua para as duas equipes com o Campeonato Brasileiro. A missão de ambos é a mesma: se afastar da zona de rebaixamento e tentar, quem sabe, chegar ao G6. O Corinthians, 11º, com 35 pontos, visita o Vitória, no Barradão, domingo, às 17h. No mesmo dia, mas às 19h, o Cruzeiro, de ressaca pelo título, receberá a Chapecoense em BH.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 2 CRUZEIRO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 17 de outubro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Bruno Boschilia (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Ralf, Gabriel, Emerson Sheik, Fagner, Jadson e Clayson (COR); Rafinha, Thiago Neves, Robinho (CRU)
Público: 45.978 pagantes
Renda: R$ 5.108.151,00

GOLS:
Corinthians: Jadson, de pênalti, aos nove minutos do segundo tempo
Cruzeiro: Robinho, aos 29 minutos do primeiro, e De Arrascaeta, aos 37 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Gabriel (Mateus Vital) e Jadson; Romero, Emerson Sheik (Clayson) e Jonathas (Pedrinho)
Técnico: Jair Ventura

CRUZEIRO: Fábio, Edílson, Léo, Dedé e Lucas Romero; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves (Lucas Silva) e Rafinha (Arrascaeta) ; Barcos (Raniel)
Técnico: Mano Menezes

 

Gazeta Esportiva

Foto - Divulgação

Futebol

Ontem (16) foi dia de reunião para os presidentes de Palmeiras, Grêmio, Boca Juniors e River Plate. Representantes dos quatro semifinalistas da Taça Libertadores estiveram na sede da Conmebol, onde firmaram um compromisso de fair play nas partidas finais da competição sul-americana.

Participaram do encontro Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol, Romildo Bolzan Júnior, presidente do Grêmio, Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, Daniel Angelici, presidente do Boca, e Rodolfo D'Onofrio, presidente do River Plate, além de Rogério Caboclo, presidente eleito da CBF, Hector Lostri, Embaixador da Argentina no Paraguai, e Carlos Sima Magalhães, Embaixador do Brasil no Paraguai.

 

Os quatro clubes se comprometeram em quatro itens propostos pela Confederação Sul-Americana: 

  • Competir de forma limpa;
  • Cumprir as regras do jogo;
  • Respeitar o adversário, companheiros de equipes, árbitros, auxiliares, oficiais e torcedores;
  • Rejeitar a corrupção, as drogas, o racismo, a violência, os jogos de azar e outros perigos do esporte. 
Daniel Angelici, presidente do Boca Juniors, conversa com Maurício Galiotte, do Palmeiras — Foto: Divulgação
Daniel Angelici, presidente do Boca Juniors, conversa com Maurício Galiotte, do Palmeiras — Foto: Divulgação

– Quero agradecer o tempo que tiveram para estarem presentes aqui neste momento tão importante para o futebol sul-americano. Esta não é uma reunião só de presidentes, é de amigos, onde podemos falar sobre futebol com seriedade como vocês sabem fazer – disse o presidente da Conmebol.

Outro assunto foi o preço dos ingressos, e ficou estabelecido que as entradas para torcedores de equipes visitantes custarão no máximo US$ 65, convertidos na moeda local (cerca de R$ 240 no caso do Brasil).

– Como presidentes de futebol, queremos agregar valor. Tudo está sendo feito hoje com profissionalismo, um trabalho com transparência, sério e competente. É um momento para todos nós contribuirmos, e o Palmeiras está disponível para colaborar com tudo o que for necessário – afirmou Maurício Galiotte. 

O presidente do Grêmio citou o encontro como muito importante, "pela tradição dos clubes participantes e pela história que têm no futebol sul-americano".

As semifinais da Taça Libertadores começam na próxima terça-feira, dia 23, com River Plate x Grêmio, às 19h30 (de Brasília), no Monumental de Nuñez. Na quarta, dia 24, o Boca Juniors recebe o Palmeiras na Bombonera, às 21h45.

 
Romildo Bolzan, presidente do Grêmio, e Rodolfo D'Onofrio, presidente do River Plate — Foto: Divulgação
Romildo Bolzan, presidente do Grêmio, e Rodolfo D'Onofrio, presidente do River Plate — Foto: Divulgação

 

 GloboEsporte

O Corinthians vive mais uma temporada de metamorfose. A equipe já trocou de treinador duas vezes, perdeu jogadores importante e não teve condições de repor com a mesma qualidade. Mesmo assim, esbarrando em dificuldades técnicas e de planejamento, o clube tem a chance de salvar o ano, antes desacreditado, com o título da Copa do Brasil depois de ter vencido o Paulistão em cima do arquirrival Palmeiras. Nessa quarta-feira, a partir das 21h45 (horário de Brasília), o Timão novamente entrará em campo com a missão de surpreender e derrubar um favorito. O adversário da vez é o Cruzeiro de Mano Menezes.

Jair Ventura, apesar do pouco tempo de casa, já sente a pressão do que é trabalhar no Corinthians. O jovem treinador vai para sua primeira final na carreira com o moral de quem desbancou o afortunado Flamengo na semifinal. A péssima campanha no Campeonato Brasileiro preocupa e gera desconfiança sobre o trabalho do ex-treinador do Santos. O título da Copa do Brasil pode evitar o ‘inferno’ e dar a Jair o respaldo para a sequência dos objetivos.

Todo esse cenário fez com que o comandante alvinegro voltasse a apostar no mistério. Douglas volta depois de cumprir suspensão, provavelmente na vaga de Gabriel. As duas maiores dúvidas estão em cima da escalação ou não de Pedrinho e da possibilidade de Jonathas entrar no time, o que mudaria o sistema com uma referência dentro da área. Dessa forma, Mateus Vital poderia a titularidade.

A grande arma corintiana, no entanto, talvez esteja fora das quatro linhas. A Fiel Torcida repetiu a nova tradição de lotar o treino aberto na véspera da final para passar todo apoio possível aos jogadores. O clima em Itaquera certamente estará efervescente, com arquibancadas lotadas e torcedores dispostos a ignorar qualquer ausência de técnica e habilidade pela luta e glória após o apito final.

A tarefa está longe de ser simples. A derrota por 1 a 0 no Mineirão não definiu muita coisa, mas deu ao Cruzeiro a vantagem do empate. Para erguer a taça sem a necessidade de pênaltis, o Corinthians precisa de uma vitória por, no mínimo, dois gols de diferença. Um triunfo magro levará tudo para marca da cal.

Do outro lado, o técnico Mano Menezes não deve mudar sua equipe para o segundo jogo da final da Copa do Brasil. As expectativas ficam para os retornos de Arrascaeta e sobre quem será o substituto de Egídio.

Arrascaeta estava com a seleção do Uruguai, em amistosos do outro lado do mundo. No entanto, a Raposa preparou um esquema para que o jogador chegue a tempo da decisão. O treinador já informou que o uruguaio não será titular, sobretudo, considerando o desgaste do atleta no retorno ao Brasil. Na vaga, Rafinha – que não deixou cair de rendimento o setor – seguirá.

Há ainda a preocupação com a vaga de Egídio, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com os treinos fechados, ficou mais difícil saber quem será a opção. A Gazeta Esportiva apurou que Edilson pode ser deslocado para a esquerda e Lucas Romero improvisado na direita. A certeza, no entanto, só será possível ter momentos antes da partida.

O restante do time deve seguir o mesmo. Inclusive, no meio campo, com a alteração que chamou a atenção no Mineirão. A saída de Lucas Silva e a entrada de Ariel Cabral deve permanecer. O jovem, inclusive, atuou no time reserva no fim de semana, na derrota sofrida para o Vasco.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS X CRUZEIRO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 17 de outubro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Bruno Boschilia (ambos do RJ)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Douglas, Mateus Vital (Jonathas) e Jadson; Romero e Clayson (Pedrinho)
Técnico: Jair Ventura

CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero, Léo, Dedé, Edílson, Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves, Rafinha e Barcos
Técnico: Mano Menezes

 

Gazeta Esportiva

A raça brasileira prevaleceu em relação à argentina nesta terça-feira. No Estádio King Abdullah, na Arábia Saudita, a Seleção arrancou uma vitória contra os albicelestes por 1 a 0, no apagar das luzes, em partida válida pela decisão do torneio amistoso Superclássico.

No período regulamentar, o primeiro tempo viu uma alternância entre momentos de maior chances ao gol e outros de jogo truncado, enquanto a etapa final contou com mais movimentação ofensiva das duas equipes e maior nervosismo com o empate no placar, o que resultou em trabalho para o juiz Felix Brych.

Quando tudo apontava para um 0 a 0 no marcador, brilhou a estrela de Neymar e Miranda. Em cobrança de escanteio do camisa 10, o zagueiro brasileiro subiu sozinho para fazer o tento que garantiu o triunfo dos comandados de Tite.

O jogo – O primeiro tempo de partida alternou entre momentos de maiores chances ao gol e outros de toque de bola sem pretensão ofensiva. Com os lances iniciais de muito estudo e análise entre as duas equipes, a Argentina assustou com chute rasteiro de Lo Celso aos sete minutos.

Entretanto, até a marca dos 20 da etapa inicial, esta havia sido a única ação relevante no confronto. A partir daí, os comandados de Tite passaram a pressionar mais a zaga albiceleste, movimentando-se mais no último terço do gramado de King Abdullah.

A grande chance brasileira veio aos 27. Depois de cobrança de falta para a área de Neymar, Casemiro aproveitou a sobra na lateral oposta do campo e voltou a lançar. A bola encontrou Miranda, livre, que teve tempo de ajeitar o corpo e bater firme na finalização. Entretanto, o zagueiro Otamendi fez o corte de cabeça e evitou aquele que seria o tento inaugural do embate.

No lance seguinte, a Argentina devolveu o susto. Também em cobrança de falta na entrada da área, Dybala bateu com categoria, assustando Alisson na finalização que passou à esquerda do gol brasileiro.

No último lance do período inicial de jogo, o árbitro Felix Brych assinalou falta perigosa para a Seleção Brasileira, alegando toque com a mão de Pezzella, que estava com o braço colado ao corpo. Entretanto, o juiz demonstrou convicção, já que sequer recorreu ao VAR. Na batida, porém, Neymar decepcionou e parou na barreira, dando fim ao primeiro tempo de duelo.

A etapa final viu novas boas oportunidades logo em seu começo. Antes dos cinco, Lo Celso, em cabeceio, e Icardi, após chute na grande área, levaram perigo ao gol. Com as oportunidades, a Argentina passou a gostar do jogo e atacar com mais contundência.

Após o sistema intermediário do Brasil abrir espaço no meio de campo, Paredes arriscou chute de fora da área e assustou os defensores canarinhos. No lance seguinte, os comandados de Scaloni tocaram a bola com categoria na entrada da área e a bola sobrou para Lo Celso na ponta, que tentou o passe para o meio e viu Marquinhos cortar.

Com a pressão argentina, foi a vez da Seleção responder. Neymar arrancou em velocidade pela esquerda e serviu Richarlison em cruzamento para a área. O camisa 7 não aproveitou a chance e finalizou mal, mas contou com a “sorte”, já que Saravia já havia cometido falta no número 10 anteriormente. 

Na cobrança, Neymar enxergou Arthur sozinho dentro da grande área e levantou para o meia do Barcelona, que sequer esperou a bola cair ao chão para tentar chute acrobático. Firme no lance, o arqueiro Romero espalmou e afastou o perigo.

Já perto do final de jogo, o Brasil mais uma vez levou perigo em cobrança de falta. Dessa vez, Casemiro encheu o pé e a bola desviou na barreira argentina, matando Romero da jogada. O goleiro argentino só olhou a bola passar à esquerda de sua meta e ir para a linha de fundo.

Com o 0 a 0 próximo, a vitória brasileira só saiu aos 47 minutos do segundo tempo. Em cobrança de escanteio, Neymar fez o levantamento para a área, Miranda subiu sozinho e livre de marcação para escorar para o fundo das redes e garantir o Superclássico para os comandados de Tite.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 1 x 0 ARGENTINA

Local: Estádio King Abdullah, em Jedá (Arábia Saudita)
Data: 16 de outubro, terça-feira
Hora: 15h00 (de Brasília)
Árbitro: Felix Brych (ALE)
Assistentes: Mark Borsch (ALE) e Stefan Lupp (ALE)

Cartões amarelos: Neymar e Miranda (Brasil)Paredes, Correa, Lo Celso, Saravia e Battaglia (Argentina)
Gol: BRASIL: Miranda, aos 47 minutos do segundo tempo.

BRASIL: Alisson; Danilo (Fabinho), Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Arthur e Coutinho; Roberto Firmino, Neymar e Gabriel Jesus (Richarlison)
Técnico: Tite

ARGENTINA: Romero; Saravia, Pezzella, Otamendi e Tagliafico (Acuña); Paredes, Battaglia e Lo Celso (Salvio); Dybala (Lautaro Martínez), Icardi (Simeone) e Angel Correa (Pereyra)
Técnico: Lionel Scaloni (interino)

 

Gazeta Esportiva

Foto - Divulgação

Futebol

As seleções de futebol do Brasil e da Argentina se enfrentam hoje (16), às 15h, em jogo amistoso no Estádio King Abdullah, em Jidá, na Arábia Saudita. A ausência de Messi, no entanto, não diminuirá a importância do jogo, já que o time argentino terá em campo as presenças de craques como os atacantes Dybala e Di Maria. Assim, os sauditas poderão apreciar o melhor do principal clássico do futebol sul-americano.

Para o camisa 10 do Brasil, o craque Neymar, mesmo sendo um jogo amistoso, Brasil e Argentina sempre fazem grandes jogos em função da forte rivalidade em campo.

“O que você espera é que seja um jogão. Da nossa parte, a gente vai entrar para vencer. A gente gosta de vencer. Mas, quando se fala de Brasil e Argentina, é um clássico, eles vão querer vencer também. A gente quer fazer nosso papel e está trabalhando”, disse.

Para Neymar, mesmo sendo um jogo amistoso, Brasil e Argentina sempre fazer grandes jogos
Para Neymar, mesmo sendo um jogo amistoso, Brasil e Argentina sempre fazem grandes jogos - Direitos reservados/Lucas Figueiredo - CBF

A ausência de Messi, na partida desta terça-feira, foi lamentada pelo atacante brasileiro. “Para quem é amante de futebol, ter Messi fora de um jogo como esse é ruim, mas para nós, é bom".

Apesar da ausência do craque do Barcelona, Neymar ressaltou que a Argentina dispõe de excelentes jogadores o que torna a partida entre as duas equipes cheia de expectativa de um bom jogo.

“Sempre ressaltamos a qualidade da Argentina, dos jogadores que existem na Seleção Argentina. Hoje, a Argentina está com Dybala, que é um jogador que gosto muito. É um jogo muito difícil, mas temos de fazer nosso papel”, disse Neymar.

 

Agencia Brasil

 

O Botafogo visita o Ceará nesta segunda-feira, às 20h00 (de Brasília), na Arena Castelão, em Fortaleza, em um verdadeiro confronto direto pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois times precisam de pontos para afastar o risco de rebaixamento.

Vindo de um empate por 1 a 1 com o Vasco em clássico carioca, o Glorioso soma 34 pontos, quatro a mais que o Vozão, que entrou na zona da degola por folgar na rodada passada, quando seu jogo com o Cruzeiro foi adiado por conta do time mineiro estar envolvido na final da Copa do Brasil. Em seu último compromisso pelo Brasileirão, os cearenses, que somam 30 pontos, derrotaram a Chapecoense por 3 a 1. A partida desta segunda-feira vem sendo encarada pelos dois times como uma verdadeira decisão.

“Sempre bato na mesma tecla em todas as coletivas que eu venho e todo jogo para nós é um jogo de final, agora mais do que nunca que estamos próximos de uma zona desconfortável. Queremos chegar lá em cima e precisamos vencer, jogar bem e buscar as vitórias. Esse jogo será muito importante e agora vai começar a definir a galera que vai ficar na parte debaixo e a galera que vai brigar na parte de cima, quem sabe até buscando uma vaga para a Libertadores. Será um jogo muito importante e temos que entrar mesmo como se fosse uma final. Um divisor de águas para nós dentro do campeonato mesmo”, disse o volante botafoguense Matheus Fernandes.

Lisca, treinador do Ceará, segue a mesma linha de raciocínio. “Precisamos de quatro vitórias e dois empates nesta reta final, quando teremos todos os jogos como verdadeiras decisões. Portanto, vamos trabalhar muito para ganhar os jogos em casa e o Botafogo será o próximo”, afirmou o técnico.

Na visão dos alvinegros cariocas, é preciso ter inteligência em campo. “Vai ser mais um jogo decidido nos detalhes e por isso mesmo precisamos estar atentos ao longo dos noventa minutos. O Campeonato Brasileiro tem exigido muita concentração dos times nesta reta final. Contra o Ceará não vai ser diferente. A equipe deles vai jogar com o intuito de nos pressionar e por isso mesmo a nossa equipe tem que neutralizar essas jogadas”, analisou Zé Ricardo, técnico do Fogão.

Para o duelo contra os cearenses, o treinador perdeu o lateral-direito Marcinho, que vai cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo recebido contra o Vasco. Luís Ricardo assume a vaga. Recuperado de dores na coxa esquerda, o volante Jean deve ficar à disposição. Ele disputa o posto com Gustavo Bochecha. Já o meia chileno Leonardo Valencia, com lesão na panturrilha direita, e o goleiro paraguaio Gatito Fernández, se recuperando de cirurgia no punho direito, seguem de fora.

O Ceará tem problemas para este compromisso. O zagueiro Eduardo Brock vai formar a dupla com Tiago Alves, pois Luiz Otávio, considerado titular, vai precisar cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Considerado o destaque do time, o atacante Leandro Carvalho fica de fora pois tem os direitos federativos ligados ao Botafogo e o empréstimo prevê que ele não pode enfrentar o Glorioso. Eder Luis deve herdar a vaga. O restante da equipe deverá manter a base que derrotou a Chapecoense no último compromisso do Vozão neste Campeonato Brasileiro, já que Lisca tem visto o entrosamento como uma das armas para o crescimento do Ceará.

No primeiro turno do Brasileirão as duas equipes se enfrentaram no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Em uma partida sonolenta e com poucas emoções as duas equipes empataram sem gols.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ X BOTAFOGO

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 15 de outubro de 2018 (Segunda-feira)
Horário: 20h(de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)

CEARÁ: Éverson, Samuel Xavier, Tiago Alves, Eduardo Brock e Felipe Jonatan; Edinho, Richardson e Juninho Quixadá; Arthur, Calyson e Eder Luis
Técnico: Lisca

BOTAFOGO: Saulo, Luís Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Jean (Gustavo Bochecha), Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e Luiz Fernando; Erik (Rodrigo Pimpão) e Kieza
Técnico: Zé Ricardo

Nesta semana, por meio da Agetran, a Agência Municipal de Transporte e Trânsito, nove pontos da área central e alguns bairros começaram a receber semáforos. A instalação teve início nos pontos com maior tráfego de veículos. Na próxima semana, ao menos três destes já contarão com as modificações.

Na região central os cruzamentos das ruas Floriano Peixoto com Joaquim Teixeira Alves; Toshinobu Katayama com Weimar Gonçalves Torres; Aquidauana com Joaquim Teixeira Alves, e Onofre Pereira de Matos com Presidente Vargas recebem a sinalização.

Nos bairros o serviço acontecerá no cruzamento da rua Fernando Ferrari com rua Natal, na Vila Industrial; rua General Osório com Pureza Carneiro Alves, região do Jardim Itália; Monte Alegre com Floriano Brum, Jardim Paulista; Demenciano de Matos com Olga Lima Melgarejo, bairro Estrela Porã; e na rua Coronel Ponciano com Frei Antonio, em frente a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A ação acontece após levantamento dos técnicos da Agetran nesses locais e a constatação de que o semáforo dará mais tranquilidade e segurança a pedestres, ciclistas, motoristas e motociclistas.

De acordo com o diretor da Agetran, Carlos Fábio Selhorst dos Santos, os encaminhamentos acontecem diante de pedido da prefeita, para um trabalho constante de estudo nas vias, em todas as regiões da cidade, com posteriores melhorias. “Em pouco mais de um mês finalizaremos a instalação dos semáforos nesses locais”, concluiu.

Os serviços de pintura das faixas de pedestre também serão conduzidos pela Agência.

Foto - Divulgação

Dourados

O contribuinte que optou pelo pagamento à vista dos débitos incluídos no Refis (o Programa de Recuperação Fiscal) terá até o dia 31 deste mês para ser atendido com o perdão de 100% dos juros e multa de mora incidente sobre o valor do débito, informa a Secretaria de Fazenda da Prefeitura de Dourados. Depois disso, ainda terá o perdão de 90% dos juros e multa para pagamento até o dia 30 de novembro; de 80% para pagamento até o dia 21 de dezembro; e anistia de 40% do valor da multa por infração à legislação tributária para pagamento até 30 de novembro.

O Programa de Recuperação Fiscal estabelece o dia 21 de dezembro de 2018 como prazo final para adesão ao programa. Com o Refis, a Prefeitura tem expectativa de impacto positivo da ordem de R$ 2,1 milhões na arrecadação municipal no exercício de 2018.

Podem aderir ao programa de conciliação financeira instituído pela Prefeitura de Dourados, pessoas físicas ou jurídicas, com débitos tributários ou não, inscritos ou não em dívida ativa. A lei possibilita quitação de débitos com a Fazenda pública para os fatos ocorridos até 31 de dezembro de 2017.

PARCELAMENTO

Para quem preferir o pagamento em até cinco parcelas mensais e sucessivas, sem juros de financiamento, o Refis ainda concede o perdão de 70% dos juros e multa de mora incidente sobre o valor do débito para adesão ao programa até o dia 31 de outubro; 60% dos juros e multa de mora para adesão até o dia 30 de novembro; e de anistia de 50% dos juros e multas para adesão até dia 21 de dezembro de 2018; além de anistia de 20% do valor da multa por infração à legislação tributária para adesão até o dia 30 de novembro.

O valor de cada parcela não poderá ser menor que R$ 250 para pessoas físicas e de R$ 400 para pessoas jurídicas. No parcelamento, a entrada ou primeira parcela, respeitando os valores mínimos, deverá ser de no mínimo 20% do valor total do débito ou do saldo remanescente de parcelamento.

A Central do Cidadão, na Avenida Presidente Vargas, em frente à Praça Antônio João, está oferecendo os serviços de atendimento aos contribuintes quanto aos benefícios do Programa, das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira.

Foto - Cido Costa/DouradosAgora

Dourados

Católicos de Dourados e região madrugaram nesta sexta-feira, feriado nacional da Padroeira do Brasil, para peregrinar até o Santuário Diocesano de Vila São Pedro.

O clima ajudou até agora e centenas de pessoas seguiram a pé até o distrito, num percurso de pouco mais de 20 quilômetros. 

A Polícia Rodoviária Federal controla o tráfego de veículos e pedestres na rodovia BR-163, que corta a Vila e dá acesso à Capital e Sul do País.

A caminhada dos peregrinos começou nas paróquias. A maioria saiu bem antes do sol nascer, para prestar tributo à Padroeira e participar da celebração no Santuário, com a participação de milhares de pessoas de toda parte e o bispo diocesano Dom Henrique. O ponto alto é a coroação da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Foto - Cido Costa

Dourados Agora

Foto - Divulgação

Dourados

Nesta quinta-feira, dia 11 de outubro, feriado estadual, pela divisão do Estado, o comércio de Dourados terá expediente normal, das 08 às 18 horas, segundo o Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados). 

O shopping Avenida também irá funcionar normalmente, das 10 às 22 horas nesta quinta. Já na sexta-feira, dia 12, feriado nacional consagrado a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, o comércio não abre e o  shopping atende em horário diferenciado, das 12 às 20 horas. 

A coleta de lixo será realizada até esta quarta-feira (10) e retorna no sábado (13), segundo informações da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) de Dourados.

Os demais serviços ofertados pela prefeitura, com exceção da área de emergência em saúde, também pararam ontem e voltam somente na próxima segunda-feira, dia 15. 

Foto - Vinícios Araujo

Dourados

Na manhã desta quarta-feira (10) a Defesa Civil de Dourados precisou ser acionada por populares que trabalham em estabelecimentos no cruzamento das ruas Firmino Vieira de Matos e João Vicente Ferreira. O fato é que, por conta da chuvarada, uma árvore acabou caindo, ficando inclusive pendurada em cabos de energia. 

No local, equipes aguardam a chegada da Energisa para fazer a interrupção do fornecimento de energia no cruzamento para retirada da árvore. O trânsito segue sem impedimento até então, podendo ser bloqueado logo mais ainda nesta manhã.

Em por mais de três horas, o Guia Clima da Embrapa Agropecuária Oeste já registra acúmulo de 44 milímetros de chuva em Dourados. O aguaceiro começou no finalzinho da madrugada e segundo o Cptec (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) deve durar o dia todo com alguns intervalos. 

Além da queda da árvore, alguns pontos da cidade estão com ruas alagadas. Segundo informações o incidente foi registrado nos bairros João Paulo II e Bonanza.

Para outubro, o esperado de chuva é de pelo menos 142,5 milímetros. Até hoje (10) o índice pluviométrico do mês já ultrapassou a marca atingindo 151 milímetros.

Para o ‘feriadão’, a expectativa é de que mais chuva venha para Dourados. O Cptec aponta média de 86% de probabilidade para precipitações na quinta (11), sexta (12), sábado (13) e domingo (14).

 

Dourados News

Foto - Divulgação

Mato Grosso do Sul

A operação Nossa Senhora 2018, coordenada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em todo país, será antecipada em Mato Grosso do Sul, em razão do feriado de 11 de outubro. A partir da meia-noite de quarta-feira (10), as equipes intensificarão a fiscalização nas rodovias que cortam o Estado. 

Segundo informações da corporação, MS soma 3,6 mil quilômetros de rodovias federais, nove delegacias e 22 unidades operacionais da PRF. Além do trabalho realizado cotidianamente, o objetivo da operação é reduzir a violência no trânsito, nas estradas de todo país. 

Em razão disso, por cinco dias, a operação Nossa Senhora priorizará a segurança e a prevenção de acidentes a fim de reduzir a violência nas rodovias federais do Estado. Como em todo feriado prolongado, a ênfase será no combate ao excesso de velocidade, às ultrapassagens indevidas e à alcoolemia associada à direção veicular.

A fiscalização será intensificada em todas as rodovias federais do Mato Grosso do Sul. E nos períodos de maior fluxo os policiais rodoviários federais vão concentrar a fiscalização em locais e horários de maior incidência de acidentes e crimes, de acordo com estatísticas do órgão.

TRÂNSITO QUE MATA

A Organização das Nações Unidas (ONU) elegeu a década 2011-2020 como aquela de Ações pela Segurança no Trânsito, na qual os signatários se comprometeram a reduzir a violência no trânsito, ceifando as vidas de cerca de 1,3 milhão de pessoas por ano. O Brasil, ao considerar números absolutos no início da década, estava entre os oito países com mais mortes no trânsito.

As ações preventivas da PRF para redução da violência do trânsito e de acidentes envolve a fiscalização do abuso de velocidade, a infração mais cometida pelos condutores no país, como também as infrações com potencial mais lesivo relacionado às ultrapassagens proibidas e à alcoolemia ao volante. 

Para reduzir o número de acidentes, a Polícia Rodoviária Federal contará com 80 viaturas, 40 aparelhos de etilômetro – também conhecido como bafômetro.

DICAS DE TRÂNSITO

A PRF recomenda aos motoristas algumas condutas para que façam uma viagem mais segura:

– Faça uma revisão no veículo antes de viajar: verifique pneus (inclusive o estepe), limpadores de para-brisa e sistema de iluminação e sinalização;
– Planeje a viagem: programar paradas para abastecimento, alimentação e descanso;
– Mantenha a atenção na rodovia: respeite a sinalização e os limites de velocidade, eles existem para proteger a sua vida;
– Mantenha sempre os faróis ligados para que seu veículo fique mais visível aos demais condutores;
– Não ligue o pisca-alerta com o veículo em movimento: isso pode confundir os outros motoristas e causar um acidente;
– Mantenha uma distância de segurança do veículo à frente;
– Em caso de chuva, reduza a velocidade.

 

Correio do Estado

Candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro - Foto: Divulgação

Politica

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, pode, sob ponto de vista clínico, participar de debates, se assim desejar. Porém, com a condição de que seja rápido, no máximo de 20 a 30 minutos, e numa posição confortável, como por exemplo sentado em uma poltrona. A avaliação é do médico responsável pelo tratamento do candidato.

O cirurgião Antônio Luiz Macedo, chefe da equipe médica que operou o candidato, no Hospital Albert Einstein em São Paulo, e responsável pelo tratamento do presidenciável, falou em entrevista exclusiva à Agencia Brasil.

Questionado se Bolsonaro poderia participar de debates, Macedo respondeu: "Com certeza". Mas fez ressalvas do tempo máximo de duração do debate. Segundo ele, o candidato não poderia, por exemplo, ficar em pé, como tem sido o formato da maioria dos debates televisivos. "Teria que ser acomodado em uma poltrona confortável", estipulou o médico.

Exames

Pela manhã, os médicos Antônio Luiz Macedo e Leandro Echenique chegaram à casa de Bolsonaro por volta de 9h45 e deixaram o local às 11h20. Eles evitaram falar com a imprensa. Em seguida, houve duas notas da equipe médica informando que o candidato está com evolução clínica e nutricional, mas sem esclarecer se ele poderia voltar às atividades normais. 

A cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia está prevista para ser feita a partir do dia 12 de dezembro e requer duas semanas de recuperação.

Bolsonaro foi alvo de um atentado em Juiz de Fora, em Minas Gerais, em 6 de setembro, quando Adélio Bispo o atingiu com uma faca no abdômen. O candidato foi submetido a duas cirurgias, uma em Juiz fora, e outra em São Paulo.

 

 

Agencia Brasil

Os candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) - Tânia Regô / Marcelo Camargo / Agência Brasil

Politica

O dia hoje (18) deve ser de definições para os dois candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). É esperada para a tarde a avaliação de uma junta médica sobre o estado de saúde de Bolsonaro. A partir desses exames, o candidato do PSL disse que decidirá sobre sua participação em debates e viagens para fora do Rio de Janeiro.

Depois do ataque que sofreu em 6 de setembro, quando levou uma facada na barriga, Bolsonaro está com uma colostomia, o que exige cuidados e mais atenção em situações de aglomeração de pessoas e eventual tumulto. Nos últimos dias, o candidato indicou que pode participar de dois debates até o segundo turno das eleições.

Candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).
Os candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) - Tânia Regô / Marcelo Camargo / Agência Brasil

Haddad tem cobrado a participação do adversário nos debates. Segundo ele, quer “olhar olho no olho” de Bolsonaro. A junta médica deve ir ao Rio, na casa do candidato do PSL, como fez na semana passada. São médicos que o acompanharam no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

O candidato do PT tem encontro, em São Paulo, com o grupo denominado Juristas pela Democracia, que reúne magistrados que apoiam seu nome neste segundo turno. Ao longo do dia, ele ainda tem conversas com grupos de defesa dos animais e concede entrevistas exclusivas para emissoras de rádio e televisão.

Haddad deve ir amanhã (19) ao Rio e no fim de semana ao Nordeste. Os locais do Nordeste ainda vão ser definidos, mas ele deve escolher o Piauí, a Bahia e o Maranhão, onde os governadores são aliados do PT.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Politica

A menos de três meses do fim do seu governo, o presidente Michel Temer afirmou que o país saiu da recessão graças a medidas tomadas por ele e sua equipe. Em solenidade no Palácio do Planalto, Temer mencionou a crise econômica em que o país estava mergulhado quando ele assumiu a Presidência da República e lembrou as medidas de ajuste adotadas desde então.

O presidente Michel Temer entrega a medalha da Ordem Nacional do Mérito Científico ao diretor do Museu Nacional, Alexander Kellner, junto ao ministro de Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab.
O presidente Michel Temer entrega a Ordem Nacional do Mérito Científico ao diretor do Museu Nacional, Alexander Kellner. Ao lado, o ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab. - Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

“A irresponsabilidade do presente sempre se paga no futuro, e com juros. E, desde a primeira hora do governo, promovemos um ajustamento fiscal, promovemos um ajustamento fiscal que nos permite derrubar inflação, derrubar imposto, como fizemos. Criamos condições para essas reduções, e isso está dando resultado. Vencemos a recessão e já voltamos a crescer”, disse o presidente.

Temer discursou na solenidade de entrega da Ordem Nacional do Mérito Científico. Foram concedidas honrarias a 85 personalidades, entre pesquisadores, professores e dirigentes de entidades, entre outros. “A simbologia maior desse crescimento foi o dia de hoje, quando pudemos fazer essa premiação. […] O lugar que nosso país ocupa, e ocupará, neste mundo depende da nossa capacidade de alcançar a vanguarda da pesquisa científica”, acrescentou Temer.

A Ordem Nacional do Mérito Científico é a mais importante condecoração do setor público na área científica e tecnológica. As últimas condecorações foram entregues há cinco anos, e estão sendo retomadas hoje. Os condecorados foram escolhidos por uma comissão de nove membros, designados pelo chanceler Aloysio Nunes Ferreira, pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab; e por membros da Academia Brasileira de Ciências e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.

“Nós temos uma das principais soluções dos problemas do Brasil no investimento na pesquisa, ciência, inovação e nos recursos humanos nas nossas universidades para formação de bons quadros. Hoje foram homenageados brasileiros ilustres, que deram parte da sua vida em favor do desenvolvimento de bons projetos, boas ideias”, disse o ministro Kassab.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Politica

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (15) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado na sábado (13) e domingo (14), e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: 
  • Jair Bolsonaro (PSL): 59%
  • Fernando Haddad (PT): 41% 
 
Pesquisa Ibope - 15 de outubro - segundo turno da eleição presidencial — Foto: Arte/G1
Pesquisa Ibope - 15 de outubro - segundo turno da eleição presidencial — Foto: Arte/G1

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. 

Votos totais 

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: 

  • Jair Bolsonaro (PSL): 52%
  • Fernando Haddad (PT): 37%
  • Em branco/nulo: 9%
  • Não sabe: 2% 

 

Sobre a pesquisa 
  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2506 eleitores em 176 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 13 e 14 de outubro
  • Registro no TSE: BR‐01112/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e "O Estado de S.Paulo"
  • O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

 

G1

O campeão nacional é o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que obteve 1.843.735 votos.

Politica

A quantidade de eleitos e reeleitos que não precisaram dos votos da legenda partidária ou da coligação para atingir o objetivo eleitoral diminuiu em 2018 na comparação com as duas últimas eleições. Este ano, segundo o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), foram 27 os que tiveram êxito nas urnas nessas condições, enquanto em 2014 foram 35, queda de, aproximadamente, 22,8%. Os eleitos com voto próprio em 2010 alcançaram 36.

Na lista dos mais votados, 19 são novatos. Nesse grupo há quatro mulheres e 15 homens. Entre os oito reeleitos, todos também são homens. Com votação expressiva esse grupo também ajudou outros nomes de suas coligações a entrarem na Câmara Federal.

Se não houver mudança na legislação, esta foi a última eleição em que as coligações são permitidas para as eleições proporcionais – deputado federal e estadual, além de vereador, cuja vaga é disputada em eleições municipais. Isso porque o Congresso aprovou no ano passado a Emenda Constitucional (EC) 97/17 proibindo este tipo de aliança a partir de 2020.

Partidos

Ainda segundo o Diap, entre os eleitos com votos próprios em 2018, um terço (9), são de partidos de esquerda, centro-esquerda e centro. São três do PT; três do PSB; um do PV; um do PSOL; e um do PROS. Os outros dois terços (18) são de centro-direita e direita. São sete do PSL; três do PSD; dois do PR; e um, respectivamente, do PSC, do PRB, do Avante; do DEM; do Novo; e do PMN.

A maioria, nesse segundo grupo, é de policiais, líderes evangélicos, parentes de políticos ou líderes de movimentos liberais como o MBL (Movimento Brasil Livre). “[Eles] Foram eleitos na esteira do que está se convencionando chamar de bolsonarismo, que surpreendeu a todos na reta final da campanha, que se encerrou no último dia 7 de outubro” avaliam os analistas do Diap.

Mais votado

Em números absolutos, o campeão nacional é o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que obteve 1.843.735 votos. Filho do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), o deputado é escrivão da Polícia Federal e vai assumir seu segundo mandato.

No quesito proporcionalidade, o grande campeão de votos é o estreante João Campos. Filho do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos e bisneto do ex-governador Miguel Arraes. Campos, com apenas 23 anos, recebeu 10,63% dos votos válidos. Foram 460.387 votos.

Saiba quem são os eleitos com votos próprios em 2018

1) Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) - 1.843.735 - reeleito - escrivão de polícia federal

2) Joice Hasselmamm (PSL-SP) - 1.078.666 J – primeira eleição – jornalista

3) Celso Russomano (PR-SP) - 521.728 - reeleito - bacharel em direito, jornalista e empresário

4) Kim Kataguiri (DEM-SP) - 465.310 - primeira eleição - ativista digital e conferencista

5) João Campos (PSB-PE) - 460.387 - primeira eleição – engenheiro

6) Tiririca (PR-SP) - 453.855 reeleito - artista circense e humorista

7) Marcel Van Hattem (Novo-RS) - 349.855 - primeira eleição - cientista político e jornalista

8) Helio Fernando Barbosa Lopes (PSL-RJ) - 345.234 - primeira eleição - subtenente do Exército

9) Marcelo Freixo (PSol) - 342.491 - primeira eleição – professor

10) Pastor Sargento Isidório (Avante-BA) - 323.264 - primeira eleição - PM e técnico em enfermagem

11) Sargento Fahur (PSD-PR) - 314.963 - primeira eleição - PM (Rotam)

12) Capitão Wagner (Pros-CE) - 303.593 - primeira eleição – PM

13) Delegado Waldir (PSL-GO) - 274.406 - reeleito - delegado de polícia civil

14) Felipe Francischini (PSL-PR) - 241.537 - primeira eleição - advogado

15) Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) - 230.008 - reeleito – empresário

16) Alessandro Molon (PSB-RJ) - 227.914 - reeleito - advogado e professor universitário

17) Gleisi Hoffmann (PT-PR) - 212.513 - primeira eleição – advogada

18) Celio Studart (PV-CE) - 208.854 - primeira eleição - advogado

19) Carlos Jordy (PSL-RJ) - 204.048 - primeira eleição - servidor público federal

20) Flordelis (PSD-RJ) - 196.959 - primeira eleição – administradora

21) Josimar Maranhãozinho (PR-MA) - 195.768 - primeira eleição – empresário

22) Reginaldo Lopes (PT-MG) - 194.332 - reeleito – economista

23) Marília Arraes (PT-PE) - 193.108 - primeira eleição – advogada

24) Eduardo Braide (PMN-MA) - 189.843- primeira eleição – advogado

25) Otto Alencar Filho (PSD-BA) - 185.428 - primeira eleição – administrador

26) JHC (PSB-AL) - 178.645 - reeleito - empresário

27) André Ferreira (PSC-PE) - 175.834 - primeira eleição - bacharel em turismo

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Politica

Deputados e senadores foram convocados para sessão conjunta do Congresso Nacional nesta quarta-feira (17), que deverá apreciar 16 vetos presidenciais. Na pauta de votações, está o veto ao projeto de conversão da Medida Provisória 827/18, que regulamenta o plano de carreira dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias.

O presidente Michel Temer vetou o aumento do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. O piso passaria de R$ 1.014 para R$ 1.550 mensais após três anos. Em 2019, seria de R$ 1.250 e em 2020,de  R$ 1.400. O salário de R$ 1.550 valeria a partir de 1º de janeiro de 2021.

 

O Palácio do Planalto entende que aumento salarial aprovado pelo Congresso viola iniciativa reservada ao presidente da República no que diz respeito à criação de cargos e aumento de sua remuneração. Segundo o governo, também desrespeita a emenda constitucional que estabelece o teto de gastos e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), criando despesa sem indicar estimativa de impacto.

Além disso, cria gastos com pessoal nos últimos 180 dias do mandato presidencial, o que é proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A maior parte dos salários dos agentes é bancada pela União.

Cadastro

A Câmara e o Senado têm votações previstas para esta terça-feira (16). Entre as propostas que os senadores podem apreciar está o projeto de lei que trata da privatização de distribuidoras de energia elétrica. O projeto do Executivo visa a eliminar entraves jurídicos para despertar o interesse de investidores pelas empresas.

Outro projeto na pauta do Senado é o que destina 10% das multas ambientais para a arborização urbana e recuperação de áreas degradadas, além da proposta para estabelecer validade da receita médica no território nacional, independentemente do estado em que tenha sido emitida. Além dessas propostas, há mais sete projetos de decreto legislativo para ratificar acordos internacionais firmados pelo governo brasileiro.

Os deputados devem concluir a votação do projeto do cadastro positivo obrigatório. O texto básico foi aprovado em maio, mas ainda há destaques para serem apreciados pelo plenário da Câmara.

Os defensores do cadastro positivo argumentam que a medida contribuirá para reduzir os juros ao consumidor. Já os parlamentares que se opõem ao cadastro obrigatório dizem que o acesso aos dados do contribuinte poderá aumentar a possibilidade de vazamento.

Financiamento

Também está na pauta da Câmara o projeto que permite que as empresas aéreas com sede no Brasil sejam controladas pelo capital estrangeiro. Atualmente, a participação estrangeira é limitada a 20% do capital social da companhia. A mesma proposta mexe na Política Nacional do Turismo.

Duas medidas provisórias podem ser votadas no plenário da Câmara esta semana. A primeira cria uma linha de financiamento para as santas casas e os hospitais filantrópicos credenciados do Sistema Único de Saúde, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), e antes da votação precisa ser lida no plenário.

A outra MP cria 164 cargos comissionados para o Ministério da Segurança Pública e perde a validade nesta quarta-feira. Segundo o governo, a criação desses cargos vai custar R$ 14 milhõe neste ano e R$ 19,4 milhões, em 2018.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

Levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aponta que um terço dos consumidores que usaram cartão de crédito no mês de agosto desconhece o valor da fatura. O Indicador de Uso do Crédito revelou também que 25% dos usuários dessa modalidade pagaram parcialmente as contas do cartão, enquanto 74% pagaram o valor integral da fatura (64% nas classes C e D).

 

De acordo com a pesquisa, 42% dos consumidores recorreram a algum tipo de crédito em agosto, e a modalidade mais citada pelos entre os entrevistados foi o cartão de crédito, mencionado por 35%. Em seguida, aparece o crediário, com 9%, o limite do cheque especial (7%), e os empréstimos (6%).

A sondagem constatou ainda que metade dos tomadores de empréstimos e financiamentos atrasaram, em algum momento, o pagamento de parcelas da dívida, sendo que 21% ainda estão com prestações pendentes.

Sobre a disposição em cortar gastos, a pesquisa revelou que 55% dos consumidores pretendem diminuir as despesas em relação ao mês de agosto. Outros 36% sinalizaram manter o mesmo nível de gastos, enquanto 5% afirmaram ter a intenção de aumentar as despesas.

Limite do orçamento

O levantamento aponta que oito em cada dez consumidores estão no limite do orçamento, sendo que desses, 38% estão no vermelho. Entre quem está abaixo do orçamento, metade deles cita a alta nos preços como a principal causa do desajuste, além da queda na renda (25%), perda do emprego (23%) e o descontrole nos gastos (13%).

Para o SPC Brasil, o uso do crédito exige cuidado e não pode funcionar como complemento de renda. A entidade ressalta ainda que a falta de disciplina no controle financeiro acaba comprometendo parte do orçamento por mais tempo do que o planejado. A causa são as renegociações, que normalmente ampliam os prazos de pagamento.

A pesquisa abrange 12 capitais das cinco regiões brasileiras. Os entrevistados somam 80% da população residente em cada capital. A amostra colheu 800 casos e foi integrada por pessoas com idade superior ou igual a 18 anos, de ambos os sexos e de todas as classes sociais. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

A Secretaria da Receita Federal paga hoje (15) as restituições referentes ao quinto lote do Imposto de Renda de Pessoa Física de 2018. O lote inclui restituições residuais de 2008 a 2017. As consultas foram liberadas no último dia 5.

site Receita Federal
Site da Receita Federal - Marcello Casal Jr./Agência Brasil

De acordo com a Receita Federal, serão pagos R$ 3,3 bilhões para 2.532.716 contribuintes. Desse total, R$ 3,157 bilhões referem-se ao quinto lote do IR de 2018, que contemplará 2.459.482 contribuintes.

A Receita Federal recebeu 29.269.987 declarações do Imposto de Renda dentro do prazo legal neste ano. O número superou a estimativa inicial, que era de 28,8 milhões de declarações.

Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

A partir de hoje (13), os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que começou a ser implementada em julho do ano passado.

Muita gente uso ou caixa eletrônico para sacar o dinheiro das contas inativas do FGTS
Caixa Eletrônico - Cristina Indio do Brasil/Arquivo Agência Brasil

Para serem aceitos pela rede bancária, em qualquer canal de atendimento, os dados do boleto precisam estar registrados na plataforma. Segundo a Febraban, os clientes que tiverem boletos não registrados na Nova Plataforma, rejeitados pelos bancos, devem procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito.

O novo sistema permite o pagamento em qualquer banco, independentemente do canal de atendimento usado pelo consumidor, inclusive após o vencimento, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. Além disso, segundo a Febraban, o sistema traz mais segurança para a compensação de boletos, identificando tentativas de fraude, e evita o pagamento, por engano, de algum boleto já pago.

As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciada com a permissão para quitação de boletos acima de R$ 50 mil. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.

A previsão inicial era que a partir de 21 de julho deste ano fossem incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. A expectativa era de que em 22 de setembro o processo tivesse sido concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros. Pelo novo cronograma, os boletos a partir de R$ 0,01 serão incluídos a partir do próximo dia 27 e os boletos de cartões de crédito, doações, entre outros, no dia 10 de novembro de 2018.

Segundo a Febraban, apesar de o sistema passar a processar documentos de menor valor, com volume maior, os bancos não preveem dificuldade na realização dos pagamentos, com base nos testes feitos nas fases anteriores. Com a inclusão e processamento desses boletos no sistema, a Nova Plataforma terá incorporado cerca de 3 bilhões de documentos – aproximadamente 75% do total emitido anualmente no país. Nas próximas fases, serão incorporados 1 bilhão de boletos de pagamento.

A Febraban lembra que a nova plataforma é resultado de uma exigência do Banco Central, com incorporação de dados obrigatórios, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

A Petrobras anunciou hoje (10) uma redução de 0,9% no preço da gasolina vendida em suas refinarias.

A partir de amanhã (11), o combustível passará a ser negociado a R$ 2,1691, abaixo dos R$ 2,1889 estabelecidos ontem.

Cubatão(SP) - Trabalhadores terceirizados adentram a refinaria de Cubatão, durante a greve dos petroleitos (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Gasolina nas refinarias custará R$ 2,1691 a partir de amanhã. Redução de 0,9%    (Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

Essa é a segunda queda anunciada pela estatal neste mês. O combustível, que começou outubro custando R$ 2,2159 por litro, acumula uma redução de 2,11% em seu preço nas refinarias.

 

Agencia Brasil

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve variação de 0,48% em setembro, anunciou hoje (5), no Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O indicador mede a inflação oficial do país e acelerou em relação a agosto, quando houve deflação de 0,09%.

economia ilustração 2
Inflação acumula 4,53% em 12 meses, período que vai de outubro de 2017 a setembro de 2018   (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O IPCA acumula 4,53% em 12 meses, período que vai de outubro de 2017 a setembro de 2018. Já entre janeiro e setembro deste ano, a inflação acumula variação de 3,34%.

A inflação do mês passado também foi maior que a de setembro de 2017 (0,16%).

O grupo transportes teve o maior impacto no IPCA de setembro, porque apresentou alta de 1,69% após queda de 1,22% em agosto. A variação foi puxada pelos combustíveis e foi a maior para um mês de setembro desde o início do Plano Real, em 1994.

Peso da gasolina

Entre os combustíveis pesquisados, apenas o gás veicular teve uma desaceleração de preços.

A gasolina saiu de -1,45% em agosto para 3,94% em setembro, o etanol foi de -4,69% para 5,42% e o óleo diesel, de -0,29% para 6,91%.

As passagens aéreas também puxaram a inflação dos transportes com uma alta de 16,81%, invertendo o sentido da variação de preços de agosto, que havia sido de -26,12%.

Outro grupo que está entre as principais despesas das famílias é o de alimentos e bebidas, que, junto com os transportes, soma uma fatia de 43% dos gastos.

Em setembro, esse grupo teve alta de 0,1%, após dois meses seguidos de queda. As frutas (4,42%), arroz (2,16%) e o pão francês (0,96%) contribuíram para a elevação de preços.

Segundo maior impacto na inflação de setembro, o grupo habitação teve alta de 0,37%.

A energia elétrica, com variação de 0,46%, empurrou a inflação, devido a reajustes em São Luís, Belém e Vitória. A taxa de água e esgoto variou em quatro capitais e gerou uma inflação de 0,3%.

A inflação acumula em 12 meses uma variação maior em São Paulo (5,30%), Porto Alegre (5,23%) e Rio de Janeiro (4,62%). Juntas, as três capitais têm peso de metade do índice nacional. A menor inflação do país está em Aracaju, com 1,74% de variação em 12 meses.

No mês de setembro, a taxa mais elevada foi em Brasília, que variou 1,06%, seguida de Vitória, com 0,88% e São Luís, 0,72%. São Paulo teve inflação de 0,61% em setembro.

 

Agencia Brasil

Pelo terceiro dia consecutivo, a cotação da moeda norte-americana terminou o pregão em queda, registrando hoje (3) uma baixa 1,20%, cotado a R$ 3,8876 para venda, o menor valor desde 14 de agosto. O acumulado em três dias representa 3,70% de desvalorização do dólar em relação ao real. O Banco Central segue com os leilões tradicionais de swaps cambiais (equivalentes à venda de dólares no mercado futuro), sem ofertas extraordinárias de venda futura da moeda.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o pregão em alta de 2,04%, com 83.273 pontos. As ações da Petrobras seguiram a tendência, terminando valorizadas em 4,25%, seguidas por Itau com alta de 4,53% e Bradesco com 4,33%.

 

Agencia brasil

Tempo

Dourados Brazil Thunderstorms, 25 °C
Current Conditions
Nascer do Sol: 5:5 am   |   Pôr do Sol: 5:44 pm
85%     6.4 km/h     32.186 atm
Previsão
QUI Minima: 22 °C Máxima: 30 °C
SEX Minima: 21 °C Máxima: 28 °C
SáB Minima: 22 °C Máxima: 29 °C
DOM Minima: 19 °C Máxima: 28 °C
SEG Minima: 20 °C Máxima: 30 °C
TER Minima: 21 °C Máxima: 28 °C
QUA Minima: 21 °C Máxima: 27 °C
QUI Minima: 21 °C Máxima: 26 °C
SEX Minima: 21 °C Máxima: 23 °C
SáB Minima: 18 °C Máxima: 26 °C