Dourados-MS,
CMD-DROGAS

Grid List

Foto - Osvaldo Duarte

Dourados

Natanael Nunes Costa, 51, morreu há pouco em Dourados após confrontar agentes da Polícia Civil do SIG (Setor de Investigações Gerais), 1 Distrito Policial e militares da Força Tática durante abordagem. 

Segundo informações preliminares apuradas, o rapaz estaria articulando a morte de um bombeiro militar. Nesta tarde ele foi encontrado na Rua C, região do Jardim Caimã, buscando armas e se encontrando com comparsa para praticar o crime. 

A polícia chegou ao local na tentativa de abordar o rapaz, mas foi recebida a tiros. No confronto Natanael acabou atingido e morreu. 

Peritos estão se deslocando para o bairro a fim de realizar a análise do fato. 

 

Dourados News

Foto - ASSECOM 3º BPM

Dourados

Ação conjunta da Polícia Militar com a Guarda Municipal localizou uma arma calibre 32 e porção de maconha em um ônibus em Dourados, no início da noite desta sexta-feira (14). Cinco homens e um adolescente acabaram detidos e posteriormente liberados. 

O ônibus de transporte de trabalhadores foi interceptado ao lado da Rodoviária de Dourados. As equipes localizaram a arma e a porção de 735 gramas de maconha. 

Cinco homens, sendo estes com idade de 29 anos, 20 anos, 19 anos, 22 anos, moradores em Baurú-SP e um de 47 anos, morador em Dourados acabaram levados para o 1° Distrito Policial. Adolescente de 17 anos que também foi levado era morador de Baurú-SP. 

Na delegacia, eles afirmaram que a pessoa que carregava a arma tinha conseguido fugir do ônibus. Quanto a droga, relataram que era pra consumo do grupo, “que sempre que iam na fronteira com o Paraguai buscar alguns itens traziam um pouco para uso”. 

O grupo foi ouvido e liberado. 

 

Dourados News

Foto - Osvaldo Duarte

Dourados

Renato Oliveira Assupção, 29, se envolveu em acidente de trânsito na manhã deste sábado (15), por volta das 5h40, em Dourados. Ele ficou ferido e foi encaminhado a unidade hospitalar. 

O rapaz seguia na avenida Marcelino Pires em um veículo modelo Corsa, cor preto, placas de Dourados quando em circustâncias ainda desconhecidas acabou por colidir o carro frontalmente com um poste. 

A batida aconteceu na área central de Dourados, próximo ao cruzamento com a rua Albino Torraca. 

Renato foi socorrido pela equipe do Samu (Serviço Móvel de Urgência) e encaminhado para unidade hospitalar. 

Apesar do impacto, o Rapaz não sofreu graves ferimentos. 

 

Dourados News

Foto - Osvaldo Duarte

Dourados

Homem foi assassinado a facadas na tarde desta sexta-feira (14) em Dourados. Joaquim Mendes de Castro, 40, acabou atingido na casa onde morava, numa área ocupada no fundo do bairro Parque do Lago.

A principal suspeita é que o enteado dele, de 17 anos, tenha cometido o crime.  

De acordo com o apurado, a vítima chegou ao local poucas horas após deixar a prisão e teria discutido com o rapaz, já identificado pela polícia. 

Em seguida, Joaquim foi atingido por pelo menos dois golpes de faca. 

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve na casa, porém, ele já estava morto. 

 

Dourados News

Foto - Divulgação

Policia

A Polícia Federal cumpre na manhã de hoje (13), no Rio de Janeiro, um mandado de busca e apreensão expedido pela 7ª Vara Federal Criminal do estado, com o objetivo de identificar o autor de postagens com ameaças de morte do então candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro.

A ação ocorre no bairro Maracanã, na zona norte da cidade. O investigado, segundo nota da Polícia Federal, é um homem de 23 anos, cuja identidade não foi revelada.

Segundo as informações da PF, ele insultou ainda o vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão.

A diligência da Polícia Federal tem como objetivo também identificar outras pessoas que “eventualmente estejam envolvidas na prática delituosa, bem como materializar outras condutas criminosas do investigado”.

A pena do crime citado prevista na Lei de Segurança Nacional é de reclusão, de 1 a 4 anos.

 

Agencia Brasil

Homem matou fiéis dentro da Catedral de Campinas — Foto: Denny Cesare - Estadão

Policia

Um homem matou quatro pessoas e deixou quatro feridas durante uma missa na Catedral Metropolitana, no Centro de Campinas (SP), na tarde de terça-feira (11), segundo o Samu, Bombeiros e Polícia Militar. O suspeito pelos disparos na igreja cometeu suicídio em seguida.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o suspeito teria entrado na Catedral com uma pistola e um revólver calibre 38, e se matado em frente ao altar após os crimes. Ele foi identificado pela Polícia Civil como Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, com (CNH) registrada em Valinhos (SP).

A PM chegou a falar que o atirador havia matado cinco pessoas, mas depois corrigiu a informação. Entre os mortos estão: Sidnei Vitor Monteiro, de 39 anos, José Eudes Gonzaga Ferreira, de 68, Cristofer Gonçalves dos Santos, de 38, e Elpídio Alves Coutinho, de 67. 

O que já se sabe sobre o ocorrido: 
  • Uma missa havia começado às 12h15;
  • Um homem entrou armado na Catedral, por volta das 13h;
  • Ele sentou em um dos bancos da igreja e, ao final da celebração, disparou cerca de 20 tiros;
  • Ele matou quatro homens: Sidnei Vitor Monteiro, José Eudes Gonzaga, Cristofer Gonçalves dos Santos e Elpídio Alves Coutinho; e cometeu suicídio na sequência;
  • Quatro pessoas foram atingidas pelos disparos e ficaram feridas;
  • A motivação do crime é investigada pela polícia;
  • Os feridos foram levados ao Mário Gatti, Beneficência Portuguesa e HC da Unicamp;
  • Para a polícia, o atirador "executou um plano que tinha na cabeça";
  • O atirador foi identificado como Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos - ele chegou a trabalhar no Ministério Público como auxiliar de promotoria, mas saiu do órgão em 2014
  • Segundo a Polícia Civil, o atirador fez tratamento de depressão, era recluso, morava com os pais, tinha um "perfil estranho" e não apresentava antecedentes criminais.

Se o Real Madrid ficou sabendo o seu adversário da semifinal do Mundial de Clubes pela manhã, a tarde foi a vez do River conhecer o seu rival. E será o Al Ain, time da casa, que superou com facilidade o Espérance, da Tunísia, por 3 a 0, em partida realizada no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes Unidos.

A vitória foi construída sem nenhuma dificuldade pelo time anfitrião. Logo no primeiro minuto de jogo, Ahmed abriu o placar numa cobrança de escanteio. Pouco tempo depois, El Shahat ampliou após um lindo contra-ataque. Na segunda etapa, Al Ahbabi fechou o placar aproveitando o passe do brasileiro Caio Lucas.

O confronto entre Al Ain e River Plate está marcado para a próxima terça-feira, no estádio Hazza Bin Zayed, o mesmo do duelo deste sábado. A bola começa a rolar para a semifinal do torneio às 14h30 (horário de Brasília). 

 
Al Ain passa com tranquilidade e agora enfrenta o River na semifinal (Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP)

O jogo: O início de partida foi muito bom pelo lado do Al Ain. Logo no primeiro minuto de jogo, a zaga adversário deu bobeira e El Shabat cabeceou livre da pequena área. A bola acabou desviando na zaga e foi para escanteio. Na batida, Ahmed subiu mais que todos e desviou para abrir o placar logo no primeiro minuto.

Dez minutos mais tarde, o Esperance por pouco não conseguiu o empate. Numa cobrança de escanteio, Coulibaly venceu na disputa pelo ar e por pouco não empatou.

No entanto, as esperanças do Espérance durou pouco, já que o Al Ain ampliou a sua vantagem. Após um belíssimo contragolpe, El Shahat recebeu a bola dentro da área e mostrou uma boa qualidade técnica e foi preciso nos dribles até encontrar o momento exato para a finalização e anotar um bonito gol.

No restante da primeira etapa, a equipe da Tunísia bem que tentou armar uma reação, porém a falta de categoria dos seus homens de frente acabaram dificultando as coisas. A melhor chance veio aos 23 minutos, quando Khenissi acertou a trave após o cruzamento.

Na segunda etapa, o Al Ain consegue aumentar ainda mais a vantagem logo nos primeiro minutos. Após bela jogada do brasileiro Caio Lucas pela esquerda, a bola chega aos pés de Al Ahbabi, que livre na pequena área só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Nos minutos finais, o Espérance ainda tentou de maneira tímida criar algum problema para o time que jogava em casa, porém não conseguiu criar nenhuma chance clara para descontar. Já o Al Ain não demonstrava pressa alguma e quando tinha a posse, apenas trocava passes esperando o apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
ESPÉRANCE-TUN X AL AIN-EUA

Local: Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain (Emirados Árabes Unidos)
Data: 15 de dezembro de 2018 (Sábado)
Horário: 14h30 (de Brasília)
Árbitro: Jair Marrufo (Estados Unidos)
Assistentes: Frank Anderson (Estados Unidos) e Corey Rockwell (Estados Unidos)
Cartões amarelos: ESPÉRANCE: Belaïli
Gols: ESPÉRANCE: ; AL AIN: Ahmed, com 1, e El Shahat, aos 15, do primeiro tempo e Al Ahbabi, aos 13, do segundo tempo

ESPÉRANCE: Moez Ben Cherifia; Sameh Derbali, Dhaouadi, Chammam (Machani); Coulibaly, Kom (Rjaibi), Ali Ben Romdhan, Ghailene Chaaleli, Derbali, Khenissi e Badri
Técnico: Mouin El Shaabanitomó.

AL AIN: Khalid Eisa; Ismail Ahmed, Shiotani, Fayez; Doumbia (Yahia), Ryan (Amer), Ahmed Barman, Mohamed Ahmad e Hussein El Shahat, Al Ahbabi (Berg) e Caio Lucas
Técnico: Zoran Mamic

O Real Madrid já sabe quem será o seu adversário na semifinal do Mundial de Clubes. Trata-se do Kashima Antlers, do Japão, que na manhã deste sábado bateu o Chivas Guadalajara, do México, por 3 a 2, em duelo realizado no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes Unidos.

O Chivas chegou a abrir o placar logo aos três minutos de partida com Zaldívar. No entanto, após desperdiçar muitas chances de abrir vantagem no primeiro tempo. quando dominou o jogo, os mexicanos viram os japoneses voltarem arrumados para a segunda etapa e a virada aconteceu com os gols de Nagaki, o brasileiro Serginho e Abe. Nos minutos finais, Pulido descontou para os mexicanos.

Com a vitória, os japoneses, que contam com Zico como diretor de futebol, se preparam agora para enfrentar o Real Madrid pela semifinal da competição. O encontro acontece na próxima quarta-feira, no Zayed Sports City. O duelo pode ser a revanche dos japoneses, que acabaram sendo superados pelo merengues na decisão do torneio de 2016 pelo placar de 4 a 2.

 Kashima bate o Chivas e encara o Real Madrid na semi do Mundial de Clubes (Foto: Giuseppe CACACE / AFP)

O jogo: Os primeiros 45 minutos foram praticamente de um time só em campo. Com uma qualidade técnica mais evidente, o Chivas dominou a posse da bola rapidamente e criou muitas chances de ataque. A superioridade da equipe mexicana ficou evidente logo aos dois minutos, quando Zaldívar subiu mais que o seu marcador e aproveitou o cruzamento vindo da direita para a abrir o placar.

Após o tento, a equipe de Guadalajara seguiu sendo mais presente no ataque em comparação ao rival. No entanto, a forte pressão só voltou a gerar uma boa chance de gol aos 39 minutos, quando Zaldívar teve a chance de finalizar de dentro da área, porém o goleiro adversário fez a defesa.

Ainda no primeiro tempo, os mexicanos tiveram mais uma chance para tentar ampliar a vantagem. Após um erro na saída de bola, a redonda sobrou nos pés de Pineda, que fuzilou da entrada da área e acertou o travessão.

Se na primeira metade da partida o Chivas foi o dono da partida, o Kashima Antlers respondeu na mesma moeda no segundo tempo. Após belíssimo lançamento de Serginho, Doi sai pela esquerda e encontra Nagaki, que empurrou para a rede e igualou o placar logo no terceiro minuto após o intervalo.

Pouco tempo depois, Doi foi derrubado dentro da área e a arbitragem viu falta no lance, gerando a penalidade. O brasileiro Serginho ficou com a responsabilidade da cobrança e não desperdiçou, virando o placar para a equipe japonesa.

Com a vantagem no placar o Kashima teve a chance de explorar os contragolpes. E no primeiro que conseguiu ser encaixado, Abe acertou um lindo chute da entrada da área e confirmou a vitória dos japoneses.

Nos minutos finais, o Chivas conseguiu ainda diminuir a vantagem do rival após Pulido marcar o gol no rebote de uma cobrança de pênalti anotado pelo VAR.

FICHA TÉCNICA
KASHIMA ANTLERS-JAP X CHIVAS GUADALAJARA-MEX

Local: Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain (Emirados Árabes Unidos)
Data: 15 de dezembro de 2018 (Sábado)
Horário: 11h(de Brasília)
Árbitro: Bamlak Tessema (Etiópia)
Assistentes: Zakhele Siwela (África do Sul) e Waleed Ahmed (Sudão)
Cartões amarelos: Kashima Antlers: Seung-Hyun Jung, Leandro; Chivas: Jair Pereira e Michael Pérez
Cartão vermelho:
Gols: CHIVAS: Zaldívar, aos 2 minutos do primeiro tempo, e Pulido, aos 48 minutos do segundo tempo; Kashima Antlers: Nagaki, aos 3, Serginho, aos 22, e Abe aos 38 minutos do segundo tempo.

KASHIMA ANTLERS: Sun-Tae Kwoun; Atsuto Uchida, Gen Shoji, Seung-Hyun Jung e Shuto Yanamoto; Léo Silva, Ryota Nagaki, Serginho, Yasushi Endo (Nishi), Shoma Doi (Azai); Leandro (Abe)
Técnico: Go Oiwa

CHIVAS GUADALAJARA: Raul Gudiño, Van Rankin, Jair Pereira, Marín e Miguel Ponce; Orbelín Pineda (Godínez), Michael Pérez, Isaác Brizuela e Javier López (Sandoval); Alan Pulido e Angel Zaldívar
Técnico: José Cardozo

Os anfitriões conquistaram uma classificação sofrida diante do Team Wellington (Foto: Giuseppe CACACE / AFP)

Futebol

Campeão da Liga das Nações da África, o Espérance, da Tunísia, desafia o anfitrião Al Ain em sua estreia no Mundial de Clubes da Fifa. O duelo, programado para as 14h30(de Brasília) deste sábado, no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes Unidos, vai apontar o rival do campeão da Libertadores, o River Plate da Argentina, nas semifinais.

 
Os anfitriões conquistaram uma classificação sofrida diante do Team Wellington (Foto: Giuseppe CACACE / AFP)

O Al Ain, que está no torneio como representante do país-sede, pois foi campeão nacional, já jogou neste Mundial, eliminando na primeira partida o representante da Oceania, o Team Wellington, da Nova Zelândia. A ordem é jogar com a mesma determinação daquela ocasião, quando os árabes perdiam por 3 a 0, buscaram o empate e avançaram nas disputas de pênaltis.

“Mostramos que vontade é algo que não nos falta. Agora o desafio é maior, pois o Espérance é muito mais organizado”, disse o técnico do Al Ain, o croata Zoran Mamic.

 

Pelo lado do Espérance a ordem é entrar em campo focado apenas nos árabes.

“O mais complicado nessas ocasiões é esquecer o River Plate para não tropeçar no primeiro desafio. O nosso time foi vítima disso em dois mil e onze e não podemos repetir”, disse o técnico Mouin El Shaabanitomó, se referindo à derrota para outro árabe, o Al Sadd, que tirou dos tunisianos a chance de enfrentar o Barcelona nas semifinais.

O Espérance, da Tunísia, é o atual campeão africano de clubes (Foto: Divulgação)

Em termos de escalação, o Al Ain perdeu o meia Amer Abdulrahman, que cumpre suspensão por ter sido expulso contra o Team Wellington. Assim, o time passará a jogar com três homens de frente, uma vez que o artilheiro sueco Marcus Berg, preservado parte do tempo contra os neozelandeses, reaparece ocupando a vaga.

No Espérance, a estrela da companhia é o artilheiro Anice Badri, que representou a seleção da Tunísia na Copa do Mundo da Rússia e foi artilheiro da Liga dos Campeões da África com oito gols anotados.

Caso a partida termine empatada no tempo regulamentar acontecerá uma prorrogação de trinta minutos. Persistindo a igualdade no tempo extra, o classificado será conhecido somente nas cobranças de pênaltis.

FICHA TÉCNICA
ESPÉRANCE-TUN X AL AIN-EUA

Local: Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain (Emirados Árabes Unidos)
Data: 15 de dezembro de 2018 (Sábado)
Horário: 14h30(de Brasília)
Árbitro: não divulgado pela organização

ESPÉRANCE: Moez Ben Cherifia, Sameh Derbali, Iheb Mbarki, Houcine Rebai e Ali Machani; Ali Ben Romdhan, Adem Rjaibi, Ghailene Chaalali e Saad Bguir; Mohamed Belaili e Anice Badri
Técnico: Mouin El Shaabanitomó

AL AIN: Khalid Eisa, Ismail Ahmed, Mohanad Salem, Ahmed Barman e Mohamad Ahmad; Tongo Doumbia, Hussein El Shahat e Caio; Tsukasa Shiotani, Jamal Maroof e Marcus Berg
Técnico: Zoran Mamic

Operário e Corumbaense representantes do MS na Copa do Brasil - Foto - Divulgação

Futebol

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) realizou na noite de quinta-feira (13) o sorteio dos duelos da primeira fase da Copa do Brasil 2019, com dois clubes do MS participando. O Corumbaense encara o Luverdense, enquanto o Operário pega o Botafogo, da Paraíba.

Tanto o Carijó quanto o Galo da Capital vão jogar em casa, respectivamente, nos estádios Arthur Marinho e Morenão, o duelo único dessa fase inicial - que acontecerá em 6 ou 13 de fevereiro, ainda a definir no calendário da CBF e dos clubes.

Nesta primeira fase, por ranqueamento, os times sul-mato-grossenses ficaram abaixo dos rivais e, por isso, jogarão em casa o único duelo realizado. Voltando à Copa do Brasil após 11 anos, o Operário estava no pote H, enquanto seu rival estava no pote D.

Já o Corumbaense, que ano passado bateu o ASA por 1 a 0 no Arthur Marinho e foi eliminado ao perder na segunda fase para o Vitória, em Salvador, subiu no ranking da CBF e ficou no pote G, que cruzou no sorteio com os times do pote C.

Caso vença o Botafogo em Campo Grande, o Operário joga fora de casa contra os pernambucanos do Sport ou os mineiros do Tombense. Já o Corumbaense, se passar pelo Luverdense, encara seu rival novamente em casa. O adversário sai do duelo entre Boavista (RJ) e Figueirense (SC).

Já entre os considerados grandes clubes brasileiros, o Santos encara o Altos (PI), o Fluminense pega o River (PI), o Vasco joga contra o Juazeirense (BA) e o Corinthians enfrenta o Ferroviário (CE), além do Botafogo que vai pegar o Campinense (PB).

Veja abaixo a lista completa de todos os duelos dessa fase:

Altos-PI x Santos-SP
São José-RS x Chapecoense-SC
River-PI x Fluminense-RJ
Ferroviário-CE x Corinthians-SP
Juazeirense-BA x Vasco-RJ
Aparecidense-GO x Ponte Preta-SP
URT-MG x Coritiba-PR
Rio Branco-AC x Bahia-BA
Campinense-PB x Botafogo-RJ
Moto Clube-MA x Vitória-BA
Tombense-MG x Sport-PE
Brusque-SC x Atlético-GO
Itabaiana-SE x Paraná-PR
Central-PE x Ceará-CE
Sinop-MT x Santa Cruz-PE
Boavista-RJ x Figueirense-SC
São Raimundo-PA x Criciúma-SC
Sergipe-SE x Goiás-GO
São Raimundo-RR x América-MG
Real Desportivo-RO x Avaí-SC
Galvez-AC x ABC-RN
Mixto-MT x CSA-AL
Votoporanguense-SP x Ypiranga-RS
Avenida-RS x Guarani-SP
Bragantino-PA x Asa-AL
Santa Cruz-RN x Tupi-MG
Operário-MS x Botafogo-PB
Sobradinho-DF x América-RN
Serra-ES x Remo-PA
Imperatriz-MA x Náutico-PB
Brasiliense-DF x CRB-AL
Tubarão-SC x Brasil-RS
Manaus-AM x Vila Nova-GO
Foz do Iguaçu-PR x Boa Esporte-MG
Palmas-TO x Juventude-RS
Corumbaense-MS x Luverdense-MT
Fast-AM x Oeste-SP
Americano-RJ x Londrina-PR
Atlético-CE x Joinville-SC

Com a expectativa de receber 40 mil torcedores e incendiar a Arena da Baixada em busca de um título inédito e reconhecimento, o Atlético Paranaense encara o Junior Barranquilla, da Colômbia, a partir das 21h45 (de Brasília), para saber quem conquistará a Copa Sul-americana. Na partida de ida, empate em 1 a 1, que deixa a disputa totalmente em aberto, já que uma vitória simples de qualquer um dos lados garante a taça.

Melhor campanha da competição, com oito vitórias em 11 jogos, melhor ataque, com 21 gols marcados, e apenas seis gols sofridos, além de um caldeirão fervendo, coloca o Furacão como virtual favorito para se consolidar no continente como ‘El Paranaense’. Porém, a força do adversário chegou a surpreender a ponto de a igualdade como visitante ter sido bastante comemorada.

O técnico Tiago Nunes, que conseguiu desde sua chegada à equipe principal construir uma filosofia de jogo sólida, recuperando alguns jogadores descreditados e fazendo uma mescla entre juventude e experiência, aparece como protagonista da decisão. E deverá ter força máxima em campo para tentar escrever seu nome na história do futebol brasileiro. Única dúvida, o atacante Pablo, com um desconforto na panturrilha, fez tratamento intensivo e deve ir para o jogo. Rony fica de sobreaviso.

Com contrato renovado por mais uma temporada, o mais experiente jogador do clube, com título de Libertadores da América em seu currículo, Lucho González sabe o significado da decisão e promete um grupo determinado durante os 90 minutos na busca pelo título. “Vamos entregar tudo o que temos e mais um pouco, porque sabemos que podemos ficar na história do clube. É o que esse grupo quer. Muitas vezes, você se prepara para o jogo de uma maneira e nem sempre sai como o planejado. Mas coração e entrega não podem faltar”, avaliou.

O Junior chegou a decisão com moral, já que passou por três equipes argentinas, Lanús, Colón e Defensa Y Justicia, além do o rival Santa Fe. Além dos resultados, as boas apresentações do time, que também se destaca no campeonato nacional, chamaram a atenção. A equipe, que desembarcou no domingo em solo paranaense, pode reconhecer e admirar o palco da partida e treinar no CT do Caju.

Para reforçar o time na grande decisão, a principal estrela, o atacante Téo Gutiérrez foi liberado pela Conmebol após cumprir uma partida de suspensão pela expulsão diante do Santa Fe, está confirmado. O lateral-esquerdo Fuente, outro que ficou de fora na ida, pode ser a outra novidade entre os titulares.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO PARANAENSE-BRA X JUNIOR BARRANQUILLA-COL

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de dezembro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Claudio Rios (Chile)
Árbitro de vídeo: Julio Bascuñan (Chile)
Árbitros de vídeo assistentes: Piero Maza (Chile) e Carlos Astroza (Chile)

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Léo Pereira e Thiago Heleno e Renan Lodi, Bruno Guimarães, Lucho González e Raphael Veiga, Nikão, Marcelo Cirino e Pablo (Rony).
Técnico: Tiago Nunes

JUNIOR: Viera; German Gutiérrez (Fuente), Rafael Pérez, Marlon Piedrahita e Jefferson Gómez; James Sánchez, Luis Díaz, Jarlan Barrera e Víctor Cantillo; Luis Narváez e Téo Gutiérrez
Técnico: Julio Comesaña

 

Gazeta Esportiva

O duelo não foi no Monumental de Núñez nem mesmo na Argentina, perdeu encanto com os problemas fora de campo, mas não deixou de opor os dois maiores rivais do nosso país vizinho, uma das maiores rivalidades do mundo, ainda que tenha sido no Santiago Bernabéu, neste domingo, em Madri.

Em campo, o River Plate fez valer o seu melhor toque de bola, superou o gol de Benedetto no primeiro tempo e, com um a mais, viu Pratto, Quintero e Pity Martínez entrarem para a história do clube.

O 3 a 1, construído principalmente após a expulsão de Barrios, no primeiro tempo da prorrogação, deu aos riveristas o quarto título da sua história, juntando-se às taças de 1986, 1996 e 2015. E mais do que isso: um triunfo histórico da maior competição continental contra o maior adversário que podia existir. Impecável em campo.

Benedetto coloca o Boca na frente

O primeiro tempo da partida foi marcado por um duelo individual: Benedetto, atacante, contra Maidana, zagueiro. Protagonistas na abertura do placar, eles começaram o embate logo nos primeiros minutos, com o centroavante sempre caindo mais pelo lado esquerdo e, invariavelmente, levando vantagem no pivô realizado sobre o defensor adversário.

Maidana, por sinal, promoveu o primeiro lance de perigo da partida ao rebater para trás um cruzamento em mandar por cima do gol de Armani. Na cobrança do escanteio, após desvio na segunda trave, Pablo Pérez chutou de primeira e Armani defendeu. Minutos depois, Nández quase roubou bola na entrada da área, mas sofreu falta de Ponzio. Benedetto bateu, a barreira desviou e Pérez só não marcou porque Casco conseguiu desviar o seu chute.

Dono da bola na maior parte do tempo, o River não conseguiu ser tão incisivo quanto o adversário e mais rodou a posse de lado a lado do que fez Andrada trabalhar. Uma das poucas boas escapadas foi em contra-ataque puxado pelo meio que caiu nos pés de Montiel. O lateral cruzou rasteiro para a entrada da área e Pity Martínez chutou forte, mas pegou mal e mandou por cima do gol.

Antes do intervalo, porém, sumiu o 0 a 0. Andrada errou na saída de bola, o River recuperou com Palacios e o meia cruzou rasteiro para a entrada da área, mas mandou para ninguém. Pavón pegou a sobra, acionou Pérez e o capitão deu para Nández. O uruguaio descolou lindo passe rasteiro a Benedetto. O centroavante ganhou de Pinola na corrida, deixou Maidana no chão e tocou de chapa no canto de Armani para enlouquecer sua torcida atrás do gol.

Pratto vibrou muito com o seu gol (Divulgação/River Plate)

Toque de bola do River dá resultado

A etapa final manteve um Boca mais incisivo no seu campo de ataque e perigoso para Armani, que precisou se mexer para evitar uma investida de Pavon pelo lado esquerdo. Em contra-ataque pouco depois, o jovem argentino limpou bem a marcação e cortou para o meio. Porém, mesmo com Villa passando livre pelo lado direito, preferiu chutar e mandou por cima do gol.

Duas alterações, no entanto, foram fundamentais para que o jogo mudasse de panorama. Visivelmente cansado, mas único atleta do Boca que conseguia aliviar a pressão sobre a defesa, Benedetto deu lugar a Ábila. Do outro lado, precisando do resultado, Gallardo deu a ordem para que o habilidoso Quintero substituísse o volante Ponzio, dando mais rapidez ao seu toque de bola.

Depois de Pratto ganhar dividida de Andrada e reclamar de pênalti, anotado como falta do atacante pela arbitragem, o River conseguiu vencer a defesa adversária justamente com seu toque de bola. Nacho Fernández recebeu no lado esquerdo, tocou para Enzo Pérez e recebeu ótima devolução, entre as pernas de Magallán. O canhoto, então, rolou para Pratto, com o gol aberto, deixar tudo igual.

O 1 a 1 deixou o duelo mais faltoso, com quatro cartões amarelos sendo distribuídos a partir dali. O lance de maior perigo veio em uma marcação de tiro livre indireto dentro da área do River, após Pinola travar chute de Nández com a sola. Depois de muito conversar e ensaiar, o Boca cobrou com Pavón rolando para Olaza, mas o lateral chutou em cima da barreira.

Jogo foi muito brigado no Santiago Bernabéu (Foto: Divulgação/Conmebol)

River fica com um a mais e triunfa

A prorrogação começou com Nández, que havia terminado o duelo estirado no chão com câimbras, dando um pique de dar inveja aos atletas, mostrando que a final tirava o máximo de cada um dos jogadores. O problema para o Boca, no entanto, foi que Barrios, amarelado perto do fim do segundo tempo, levou outro cartão ao dividir com Palacios, sendo expulso e exigindo ainda mais dos seus companheiros.

A desvantagem deu mais espaço e pagou seu preço logo no início da etapa final do tempo-extra. O River trabalhou a bola na entrada da área, Quintero abriu para Fernández e se movimentou para receber na linha, de frente para o gol. O canhoto ajeitou para a perna esquerda e chutou muito forte, a bola ainda tocou no travessão e passou sem chances para Andrada.

O Boca foi com tudo para cima, ainda ficou com nove após Gago se machucar e chegou a mandar uma bola na trave após a série de displicências do ataque riverista, quando Jara chutou rasteiro. O desespero, no entanto, deixou o gol vazio para Martínez puxar contra-ataque e selar o triunfo do River.

FICHA TÉCNICA
RIVER PLATE 3 X 1 BOCA JUNIORS

Local: Estádio Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha)
Data: 9 de dezembro de 2018 (Domingo)
Horário: 17h30(de Brasília)
Árbitro: Andres Cunha (Uruguai)
Assistentes: Nicolás Tarán (Uruguai) e Mauricio Espinosa (Uruguai)
Cartões amarelos: Ponzio, Fernández, Maidana (River); Pablo Pérez, Barrios (Boca)
Cartão vermelho: Barrios (Boca)
Gols:
RIVER: Pratto, aos 23 minutos do segundo tempo, e Quintero, aos três, e Pity Martínez, aos 16 minutos do segundo tempo da prorrogação
BOCA: Benedetto, aos 43 minutos do primeiro tempo

RIVER PLATE: Armani; Montiel (Mayada), Maidana, Pinola e Casco; Fernández (Zuculini), Ponzio (Quintero), Enzo Pérez e Palacios (Álvarez); “Pity” Martínez e Pratto
Técnico: Marcelo Gallardo

BOCA JUNIORS: Andrada; Buffarini (Tevez), Izquierdoz, Magallán e Olaza; Nández, Wilmar Barrios e Pablo Pérez (Gago); Pavón, Villa (Jara) e Benedetto (Ábila)
Técnico: Guillermo Barros Schelotto

 

Gazeta Esportiva

Cerimônia de diplomação é realizada no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo - Foto: Luiz Alberto / Correio do Estado

Campo Grande

Candidatos eleitos nas eleições 2018 para os cargos de governador e vice, senador e suplentes e deputados federal e estadual são diplomados ontem, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande. Cerimônia, presidida pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), desembargador João Maria Lós, teve início por volta das 20h.

Governador reeleito para o segundo mandato, Reinaldo Azambuja (PSDB), entrou pelos fundos e não deu declarações à imprensa. O vice, Murilo Zauith, elogiou a primeira gestão de Azambuja e disse que está em conversa com o governador sobre o secretariado. "Ele quer que eu participe, tenha um cargo. A conversa é mais da infraestrutura".

Atual vice-governadora e deputada federal mais votada no Estado, Rose Modesto afirmou, antes da diplomação, que a votação expressiva aumenta a responsabilidade e compromisso para com eleitores. “Sempre acreditei na força do trabalho. Como vereadora nas duas vezes que fui, como vice-governadora e secretária, sempre estive perto da base, para ouvir problemas problemas e buscar solução. Hoje meu sentimento é de alegria, gratidão, mas também de muita responsabilidade de sair nessa eleição como a deputada mais votada”, disse.

Já o deputado estadual mais votado, Capitão Contar (PSL), assumirá pela primeira vez um cargo político e afirmou que trabalhará para expandir o interior do Estado. “Minhas ideias são para a municipalização e não centralizar tudo em Campo Grande, de modo que possamos acompanhar o desenvolvimento de outros estados. Estamos estagnados em 79 municípios, enquanto outros estados já tem mais de 100, então precisamos entender o que aconteceu em MS. Essa é a nossa meta”, afirmou.

Eleito senador, Nelsinho Trad afirmou que é preciso estar atento as reformas que o governo federal vai encaminhar ao Congresso “e debatê-las dentro da serenidade de quem legitimamente está representando a população sul-mato-grossense”.

Soraya Thronicke, que também irá ocupar uma cadeira no Senado, disse estar confiante com o futuro governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e que afirmou que a relação com o governo estadual será da melhor maneira. “Quero trazer o máximo de recursos para o Estado”, afirmou, acrescentando que irá votar na senadora Simone Tebet para assumir a presidência do Senado.

A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta que o candidato foi efetivamente eleito pelo povo e, por isso, está apto a tomar posse no cargo. Segundo o Código Eleitoral (art. 215, parágrafo único), no diploma deve constar o nome do candidato, a indicação da legenda sob a qual concorreu, o cargo para o qual foi eleito ou a sua classificação como suplente, e, facultativamente, outros dados a critério do juiz ou do tribunal.

Na ordem em que recebem os diplomas, confira a lista dos diplomandos:

DEPUTADO ESTADUAL:

1. João Henrique Miranda Soares Catan

2. Luiz Carlos Correia de Lima

3. Evander José Vendramini Duran

4. Antônio Vaz Neto

5. Gerson Claro Dino

6. Herculano Borges Daniel

7. Roberto Razuk Filho

8. Londres Machado

9. Pedro Cesar Kemp Gonçalves

10. José Almi Pereira Moura

11. João Eduardo Barbosa Rocha

12. Márcio Fernandes

13. Rinaldo Modesto de Oliveira

14. Marçal Gonçalves Leite Filho

15. José Carlos Barbosa

16. Luiz Felippe Ribeiro Orro

17. Paulo José Araújo Correa

18. Lidio Nogueira Lopes

19. José Roberto Teixeira

20. Onevan José de Matos

21. Renato Pieretti Câmara

22. Jamilson Lopes Name

23. Carlos Alberto David dos Santos

24. Renan Barbosa Contar
 

DEPUTADO FEDERAL

1. Dagoberto Nogueira Filho

2. Luis Alberto Ovando

3. Vander Luiz dos Santos Loubet

4. Loester Carlos Gomes de Souza

5. Tereza Cristina Correa da Costa Dias

6. Humberto Rezende Pereira

7. Fábio Ricardo Trad

8.  Rosiane Modesto de Oliveira
 

SENADOR

1.Soraya Vieira Thronicke         

1º Suplente: Rodolfo Oliveira Nogueira

2º Suplente: Danny Fabrício Cabral Gomes
 

2.Nelson Trad Filho                 

1º Suplente: José Chagas dos Santos   

2º Suplente: Terezinha Bazé de Lima   
     

GOVERNADOR

Reinaldo Azambuja 

Vice: Murilo Zauith

 

Correio do Estado

Semed estima mais de 24 mil matrículas nas escolas e mais de 6 mil nos centros de educação infantil – Assecom/arquivo

Dourados

Pais e responsáveis que desejam matricular crianças nas escolas e Ceims da Rede Municipal de Ensino de Dourados podem fazê-lo via internet até o dia 13 de janeiro. A Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), deu início às inscrições no dia 3 deste mês. Já as rematrículas devem ser observadas conforme agenda nas unidades de ensino.

É possível também realizar a matrícula nas escolas municipais ou na Central, localizada na sede da Semed, no Pavilhão Dom Teodardo Leitz, ao lado do prédio da prefeitura.

Rosângela Castilho Cardoso Guimarães destaca a facilidade da matrícula online que tem sido muito utilizada. Ela ressalta que o processo é simples e que em caso de dúvidas, o telefone da Semed está à disposição.

“Muitos pais e responsáveis têm aderido à matrícula pela internet. É simples e quem precisar de algum auxílio pode ligar ou se dirigir até a Central. Esse formato agiliza o processo e foi um trabalho da secretaria informar constantemente os responsáveis”, disse, revelando que há alta adesão a esse sistema.

A matrícula digital pode ser feita pelo portal da Prefeitura de Dourados (www.dourados.ms.gov.br), acessando a aba Cidadão e depois clicando no menu Matrícula Digital 2019.

Já a rematrícula deve ser feita nas unidades de ensino, bem como os pedidos de transferência para outra unidade.

Após o período de inscrições, os pais ou responsáveis pelos alunos devem ficar atentos à “Designação”, que será divulgada no dia 21 de janeiro. Por fim, acontecerá a “Confirmação de Matrícula”, que terá períodos diferentes para Ceim e escolas.

Para os centros de educação infantil a confirmação acontece nos dias 1° e de 4 a 6 de fevereiro. Para as escolas, no período de 22 a 25 de janeiro.

No ato da inscrição, o candidato deverá indicar três opções de Centro de Educação Infantil Municipal ou unidade escolar de preferência, bem como o ano que irá cursar.

A Semed divulgou que a estimativa de vagas passa de 24 mil para escolas e deve ultrapassar 6 mil nos Ceims. Dourados conta com 45 escolas municipais e mais de 37 Ceims (dois recém-inaugurados).

DESIGNAÇÃO

A Secretaria trabalha com alguns critérios para designação. Para o Ceims, serão prioridade de vagas crianças em situação de abandono, de risco social ou que são assistidas por portadores de doenças crônicas, crianças de família de menor renda, filhos de pai e mãe que trabalham e filho de doador de sangue.

Para as unidades escolares, a prioridade será para crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e familiar, aluno com necessidades educacionais especiais (mediante apresentação de comprovante de Avaliação Técnica e Laudo Médico no ato de matrícula), aluno, pai, mãe ou responsável legal que seja doador de sangue, com a apresentação de cópia dos respectivos comprovantes anexados junto à ficha de inscrição, aluno que tenha irmão estudando na unidade escolar e aluno de menor idade.

Foto - Divulgação

Mato Grosso do Sul

O TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza, nesta sexta-feira, dia 14 de dezembro, às 19h30, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, a solenidade de diplomação dos candidatos eleitos nas Eleições 2018.

A cerimônia será presidida pelo presidente em exercício do TRE-MS, desembargador João Maria Lós.

A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta que o candidato foi efetivamente eleito pelo povo e, por isso, está apto a tomar posse no cargo. Segundo o Código Eleitoral (art. 215, parágrafo único), no diploma deve constar o nome do candidato, a indicação da legenda sob a qual concorreu, o cargo para o qual foi eleito ou a sua classificação como suplente, e, facultativamente, outros dados a critério do juiz ou do tribunal.

Serão diplomados na solenidade os eleitos para os cargos de Governador e Vice, Senador e suplentes, Deputado Federal e Estadual. Demais suplentes poderão solicitar e retirar os diplomas diretamente na Secretaria Judiciária do TRE-MS.

 Na ordem em que receberão os diplomas, confira a lista dos diplomandos:

DEPUTADO ESTADUAL:

1. João Henrique Miranda Soares Catan

2. Luiz Carlos Correia de Lima

3. Evander José Vendramini Duran

4. Antônio Vaz Neto

5. Gerson Claro Dino

6. Herculano Borges Daniel

7. Roberto Razuk Filho

8. Londres Machado

9. Pedro Cesar Kemp Gonçalves

10. José Almi Pereira Moura

11. João Eduardo Barbosa Rocha

12. Márcio Fernandes

13. Rinaldo Modesto de Oliveira

14. Marçal Gonçalves Leite Filho

15. José Carlos Barbosa

16. Luiz Felippe Ribeiro Orro

17. Paulo José Araújo Correa

18. Lidio Nogueira Lopes

19. José Roberto Teixeira

20. Onevan José de Matos

21. Renato Pieretti Câmara

22. Jamilson Lopes Name

23. Carlos Alberto David dos Santos

24. Renan Barbosa Contar

 

DEPUTADO FEDERAL

1. Dagoberto Nogueira Filho

2. Luis Alberto Ovando

3. Vander Luiz dos Santos Loubet

4. Loester Carlos Gomes de Souza

5. Tereza Cristina Correa da Costa Dias

6. Humberto Rezende Pereira

7. Fábio Ricardo Trad

8.  Rosiane Modesto de Oliveira

 

SENADOR

1.Soraya Vieira Thronicke         

1º Suplente: Rodolfo Oliveira Nogueira

2º Suplente: Danny Fabrício Cabral Gomes

 

2.Nelson Trad Filho                 

1º Suplente: José Chagas dos Santos   

2º Suplente: Terezinha Bazé de Lima    

        

GOVERNADOR

Reinaldo Azambuja

Vice: Murilo Zauith

Foto - Divulgação

Mato Grosso do Sul

O governador, Reinaldo Azambuja, afirmou nesta quinta-feira (13), que os nomes citados na imprensa como indicados para secretarias estaduais de Infraestrutura, Saúde e Fazenda são especulações. 

"Não tem nada definido ainda para nenhuma das pastas, vamos readequar algumas ações e somente após o feriado do natal anunciaremos a nova equipe", ressaltou. 

Entre os nomes que circulam nos bastidores estão: Geraldo Resende apontado para assumir a pasta de Saúde, Murilo Zauith na Infraestrutura e Felipe Mattos, na secretaria de Fazenda.

Segundo o chefe do Executivo Estadual mudanças certamente acontecerão, mas, o objetivo é aguardar que a Assembleia Legislativa vote o projeto de reestruturação administrativa que reorganiza os cargos em comissão. 

"Solicitamos fracionamento de faixas sem alterar valores, então não irá onerar os gastos mensais da administração pública estadual", observa o governador.

 

Correio do Estado

A chapa encabeçada pelo vereador Alan Guedes (DEM), venceu a eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Dourados ocorrida na tarde desta quinta (13), após três tentativas frustradas de se realizar o pleito interno. 

Com 19 parlamentares presentes na sessão e a alegação de inexistência da composição adversária que tinha como candidato a presidente Pedro Pepa (DEM), preso desde o dia 5 de dezembro dentro da Operação Cifra Negra, Alan acabou conquistando 10 votos contra oito que se posicionaram contrário. Um se absteve.

Além de Guedes no comando, Elias Ishy (PT) será vice-presidente, Sérgio Nogueira (PSDB) primeiro secretário e Daniela Hall (PSD), segunda secretária. 

O mandato terá início no próximo ano e segue até 2020.

A sessão

Populares marcaram presença na sessão que teve início com a posse dos suplentes Toninho Cruz e Marcelo Mourão, assumindo as vagas de Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB), respectivamente. Com cartazes e faixas eles não deixavam de lembrar dos nomes dos parlamentares presos. 

 

Logo em seguida foram levados ao plenário as votações de questões de ordem assinadas pelos nove vereadores que fazem parte da base aliada da prefeita Délia Razuk (PR), pedindo a anulação do processo eleitoral e a substituição de nomes de chapas – esse último alegando que o Regimento Interno seria omisso.

Porém, os casos acabaram negados pela maioria dos parlamentares.

Como votaram

A chapa composta pelo vereador Alan Guedes (DEM) recebeu os votos de Lia Nogueira (PR), Marçal Filho (PSDB), Mason Valente (DEM), Daniela Hall (PSD), Toninho Cruz, Marcelo Mourão, Sérgio Nogueira (PSDB), Olavo Sul (Patriota) e Elias Ishy (PT), além do próprio candidato.

Já Bebeto, Silas, Cido Medeiros, Carlito do Gás, Jânio Miguel, Juarez de Oliveira, Maurício Lemes, Júnior Rodrigues se posicionaram contra.

Romualdo Ramin se absteve de votar. 

Novela 

A novela da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Dourados teve início no dia 5 de dezembro, com a prisão de três parlamentares. Dois deles – Pedro Pepa e Cirilo Ramão – faziam parte de composição de chapa que participaria do pleito. 

Idenor Machado foi o outro alvo de cumprimento dos mandados expedidos pela Justiça, junto do ex-vereador Dirceu Longhi (PT) e mais seis pessoas.

Após a prisão dos dois membros da chapa, parlamentares da base aliada da prefeita Délia Razuk (PR) entraram com pedido de troca de nomes, alegando que o Regimento Interno – que determina o registro dos postulantes com 48h de antecedência – era omisso em casos como esse. 

Na primeira sessão, realizada no dia 7 de dezembro – a eleição deve ocorrer até a primeira semana de dezembro – vereadores da base aliada se ausentaram do plenário, com o encerramento minutos depois por falta de quórum. O mesmo ocorreu no sábado. 

Já no domingo, decisão liminar suspendeu as eleições da Mesa Diretora. Na terça, essa mesma liminar foi cassada para que o pleito fosse realizado. 

Nesta quinta-feira, a presidente da Câmara, Daniela Hall, convocou o pleito. 


Galeria da Câmara Municipal -Foto- Gizele Almeida

 

Dourados News

Vereadores presos - Foto - CMD

Dourados

A Justiça determinou o afastamento dos três vereadores presos na Operação Cifra Negra, desencadeada no dia 5 de dezembro, em Dourados.

Além de Idenor Machado (PDSB) já havia feito o pedido na semana passada e teve o lugar ocupado por Maurício Lemes (PSB), os parlamentares Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB) deixarão temporariamente as suas funções na Casa.

Toninho Cruz e Marcelo Mourão assumem os postos de ambos, respectivamente.

O segundo conseguirá o cargo porque na mesma medida judicial, outro ex-vereador, Dirceu Longhi (PT), preso na Cifra Negra, desencadeada pelo Ministério Público e 2º Distrito Policial, acabou afastando também.

Na tarde desta quinta (13), nova sessão extraordinária está agendada, para as 14h na tentativa de se votar a nova Mesa Diretora. 

No mesmo encontro serão empossados os novos parlamentares e votado os pedidos de dois recursos da chapa 1, que tem como candidato à presidência Pedro Pepa e Cirilo Ramão como segundo suplente. 

 

 

Dourados News

Foto - Divulgação

Politica

A participação do DEM na base de apoio ao futuro governo de Jair Bolsonaro, a partir de 1° de janeiro, deve ser definida nos primeiros dias de janeiro pela Executiva Nacional do partido. O presidente da legenda, ACM Neto disse hoje (12) que vai colocar a questão em votação em reunião ainda sem data marcada.

“As coisas estão caminhando para isso [apoio à base do governo]. Não podemos esconder que o partido tem satisfação de ter três ministros”, disse depois da reunião de 20 parlamentares democratas com o presidente eleito, no gabinete de transição em Brasília.

ACM Neto afirmou apoio mesmo diante do posicionamento de Bolsonaro pelo fim da política do “toma lá dá cá”, que garante apoio em votações de interesse do Executivo em troca de cargos. O DEM elegeu 10 novos deputados em outubro e tem agora 29 parlamentares na Câmara.

Um dos principais desafios do futuro governo é a reforma da Previdência que ainda aguarda decisão dos parlamentares. Para ACM neto o novo governo deve apontar o modelo ideal de alteração da lei. “É precipitado falar sobre esse ou aquele modelo. Temos um novo governo e ele deve dizer o modelo que prefere. O tema deve ser conversado com os partidos. Bolsonaro já falou sobre isso”, afirmou.

Presidência

Perguntado sobre as eleições para a presidência da Câmara e do Senado, ACM Neto defendeu a indepêndencia entre os Poderes. Segundo ele, deixar a “dinâmica” seguir seu curso é a melhor saída para captar apoio posteriormente.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Politica

Segurança pública será o tema central da segunda reunião dos governadores eleitos e reeleitos, que ocorre hoje (12) em Brasília, na sede do Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Até ontem à noite, 25 governadores e um vice-governador haviam confirmado presença. O futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, também deverá participar do debate.

O encontro é organizado pelos governadores eleitos do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e de São Paulo, João Doria (PSDB). Além de Moro, vão participar os presidentes do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, e do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, bem como o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Na última reunião, em novembro, os governadores combinaram que levariam para debate temas consensuais. Foram definidos 13 assuntos prioritários dos estados. Algumas propostas, como as reformas da Previdência, administrativa e tributária, são listadas como necessárias, mas os governadores não têm posição conjunta sobre quais pontos devem ser aprovados.

 

Agencia Brasil

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a extinção do foro privilegiado para autoridades, com exceção dos chefes dos três Poderes, aprovou hoje (11), por unanimidade, o parecer do relator, deputado Efraim Filho (DEM-PB). A proposta ainda será apreciada pelos plenários da Câmara e do Senado. 

Se a medida for aprovada, o foro privilegiado ficará restrito a cinco autoridades: o presidente da República e o vice; além dos presidentes da Câmara dos Deputados, do Senado e do Supremo Tribunal Federal. No entanto, por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), o texto esbarra no impedimento de alterações à Constituição durante vigência da intervenção federal – em vigor, até 31 de dezembro, no Rio de Janeiro e em Roraima. 

Atualmente, fazem jus ao foro por prerrogativa de função os ministros, governadores, prefeitos, chefes das Forças Armadas e todos os integrantes (em qualquer esfera de poder) do Legislativo, do Ministério Público, do Judiciário e dos tribunais de contas, que são julgados em instâncias superiores em caso de crime comum. 

Segundo o relator da PEC, atualmente o foro privilegiado abrange mais de 54 mil autoridades, o que retira seus processos da justiça comum de primeira instância. “Para combater a corrupção, é preciso combater sua irmã gêmea, a impunidade”, disse Efraim Filho. 

Apesar da redução de foro, a PEC não impactará em casos de crimes de responsabilidade, tratados por lei específica e direcionada a presidente da República, ministros de Estado e do STF, governadores e secretários estaduais, e no Decreto-Lei 201/67, quanto a prefeitos e vereadores. 

Foro privilegiado

O foro por prerrogativa de função não é um privilégio da pessoa, mas do cargo que ela ocupa. O mecanismo é garantido a determinadas autoridades por haver, segundo o entendimento da lei, a necessidade de proteção do exercício de determinada função ou mandato, que depende do cargo que a pessoa a ser julgada ocupa.

O Artigo 5º Constituição estabelece que todos os brasileiros e estrangeiros residentes no país são iguais perante a lei, mas o foro por prerrogativa de função, mais conhecido como foro privilegiado, pode ser considerado uma exceção a essa regra.

Suprema Corte

A restrição do foro privilegiado foi decidida, por unanimidade, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em maio. Os ministros aplicaram o entendimento segundo o qual só devem permanecer no Supremo processos contra deputados e senadores cujos supostos crimes tenham sido cometidos durante e em razão do mandato. 

A decisão provocou forte reação dos parlamentares, que se movimentam para que a PEC que estende a limitação do foro fosse aprovada rapidamente. Entretanto, expectativa dos parlamentares de suspender a intervenção no Rio de Janeiro para votar a matéria, não se concretizou.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Politica

No discurso de diplomação, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, prometeu hoje (10) governar para todos, sem qualquer distinção ou discriminação. Bolsonaro pediu a confiança daqueles que não votaram nele. Também afirmou que o voto popular é um “compromisso inquebrantável”. Segundo ele, a construção de uma nação mais justa depende da “ruptura de práticas que retardaram o progresso no país”, como mentiras e manipulação.

“A partir de 1º de janeiro, serei o presidente dos 210 milhões de brasileiros. Governarei em benefício de todos sem distinção de origem social, raça, sexo, cor, idade ou religião”, afirmou o presidente eleito durante a cerimônia de diplomação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Bolsonaro disse que a diplomação representa o reconhecimento da decisão do eleitorado brasileiro, em “eleições livres e justas”. Agradeceu o trabalho da Justiça Eleitoral, o apoio da família e os 57 milhões de votos. Em primeiro lugar, agradeceu a Deus por estar vivo, após ter sido esfaqueado no início da campanha eleitoral. 

Afirmou que cumprirá sua determinação de transformar o país em um local de justiça social. “Eu me dedicarei dia e noite a um objetivo que nos une: a construção de um Brasil próspero,  justo, seguro e que ocupe o lugar que lhe cabe no mundo.”

Democracia

O presidente eleito lembrou que o Brasil deu um exemplo de respeito à democracia nas eleições de outubro. “Em um momento de profundas incertezas, somos um exemplo que a transformação pelo voto popular é possível. Este processo é possível. O nosso compromisso com o voto popular é inquebrantável. Os desejos de mudanças foram expressos nas eleições.”

Bolsonaro disse ainda que só com rupturas de algumas práticas haverá avanços. “A construção de uma nação mais justa e desenvolvida requer uma ruptura com práticas que retardaram o nosso progresso, não mais violência, não mais as mentiras, não mais manipulação ideológica, não mais submissão de nosso destino.”

Novas tecnologias 

Para o presidente eleito, as novas tecnologias demonstraram sua força nas urnas. “As eleições de outubro revelaram uma realidade distinta das práticas do passado. O poder popular não precisa mais de intermediação. As novas tecnologias permitiram uma eleição direta entre o eleitor e seus representantes. Esse novo ambiente, a crença na liberdade, é a melhor garantia dos ideiais que balizam a nossa Constituição.”

Família

Bolsonaro agradeceu o apoio da família, citou a mulher Michelle, os cinco filhos e a mãe Olinda, de 91 anos. Ao mencionar o nome da caçula, Laura, 8 anos, acenou para a menina que estava sentada na plateia.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Politica

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, chega a Brasília hoje (10) para a cerimônia de diplomação com seu vice Hamilton Mourão, às 16h, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para a solenidade, foram distribuídos 700 convites. Os diplomas são assinados pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, que abre a sessão solene e indica dois ministros para conduzirem os eleitos ao plenário.

A agenda do presidente eleito para esta semana é intensa e inclui reuniões com as bancadas do PSD, DEM, PSL, PP e PSB. Também há conversas com os governadores eleitos de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

As reuniões ocorrem no momento em que Bolsonaro já definiu toda a sua equipe ministerial. Os 22 ministros foram escolhidos. O último nome foi anunciado ontem (9), nas redes sociais, pelo próprio presidente eleito, o advogado e administrador Ricardo de Aquino Salles para o Ministério do Meio Ambiente. 

Consensos

Em busca de consenso para alinhar a base aliada no Congresso, o presidente eleito se reúne amanhã (11) com a bancada do PSD. No dia seguinte (12), será a vez de conversar com o PSL, PP e PSB.

Na reunião com o PSL, que é o seu partido, Bolsonaro tentará dirimir as divergências internas que geraram troca de acusações. A sigla foi a que mais cresceu nas eleições deste ano, ganhando 42 novos deputados e se tornando a segunda maior bancada da Câmara, atrás apenas do PT, que tem 56.

Na semana passada, o presidente eleito conversou com integrantes do MDB, PRB, PR e PSDB.

Confraternização

Ainda em Brasília, Bolsonaro vai se reunir amanhã (11) com representantes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Na quarta-feira (12), ele almoça com a sua turma de formandos da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), no Clube do Exército.

 

Agencia Brasil

A advogada Damares Alves assumirá o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. O nome foi anunciado quinta (6) pelo ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil. Assessora do senador Magno Malta (PR-ES), Damares comandará a pasta que será criada no governo de Jair Bolsonaro, a partir de janeiro.

O novo ministério também vai agregar ainda Fundação Nacional do Índio (Funai), responsável pela demarcação de terras indígenas e políticas voltadas para esses povos.

Com este anúncio, a equipe ministerial já conta com 21 ministros. Segundo Onyx Lorenzoni, o presidente eleito continua refletindo sobre a escolha para o Ministério do Meio Ambiente, a última pasta a ter o titular definido.

Apoiada por setores evangélicos, Damares Alves, que também é pastora, afirmou que terá como prioridade as políticas públicas para mulheres. Segunda ela, o objetivo é avançar nas metas que ainda não foram alcançadas e propôs um pacto nacional pela infância.

"A pasta é muito grande, muito ampla e agora a gente está trazendo para a pasta a Funai. Nós vamos trazer para o protagonismo políticas públicas que ainda não chegaram até às mulheres, e às mulheres que ainda não foram alcançadas pelas políticas públicas.”

De acordo com Damares Alves, a prioridade será para a “mulher ribeirinha, a mulher pescadora, a mulher catadora de siri, a quebradora de coco”. “Essas mulheres que estão anônimas e invisíveis, elas virão para o protagonismo nessa pasta. Na questão da infância, vamos dar uma atenção especial, porque está vindo para a pasta também a Secretaria da Infância, e o objetivo é propor para a Nação um grande impacto pela infância, um pacto de verdade pela infância", disse.

Funai

A futura ministra negou que dificuldades e controvérsias envolvendo a Funai serão problemas. "Funai não é problema neste governo, índio não é problema. O presidente só estava esperando o melhor lugar para colocar a Funai. E nós entendemos que é o Ministério dos Direitos Humanos, porque índio é gente, e índio precisa ser visto de uma forma como um todo. Índio não é só terra, índio também é gente", afirmou.

Pela manhã, indígenas de diversas etnias, vinculados à Articulação de Povos Indígenas do Brasil (Apib), estiveram no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) e protestaram contra a desvinculação da Funai do Ministério da Justiça.

Os indígenas entregaram uma carta a integrantes do governo de transição. Dois representantes do grupo se reuniram com integrantes do futuro governo. Segundo os indígenas, a manutenção da autarquia na pasta da Justiça daria mais segurança na defesa de seus direitos.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

A venda de etanol hidratado – álcool combustível – direta do produtor para os postos de combustível ajudaria a baratear os combustíveis e a aumentar a concorrência com a gasolina nos veículos de motor flex (que funcionam com os dois tipos de combustível). A conclusão consta de relatório divulgado nesta sexta-feira (14) pelo Ministério da Fazenda, que defendeu mudanças nas normas da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e na legislação tributária para aumentar a liberdade no mercado de combustíveis.

Divulgado pela Secretaria de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria (Sefel), o documento ressalta que o mercado de distribuição de etanol, para quem os produtores são obrigados a vender o combustível, é concentrado. Segundo o relatório, três grandes empresas controlam 55% da distribuição de álcool hidratado no país. O texto não sugere mudanças na comercialização do álcool anidro, misturado à gasolina, que continuaria a ser realizada pelas distribuidoras.

Para evitar perdas de arrecadação e a eliminação completa dos atravessadores, a Fazenda recomendou que, em um modelo de venda direta para os postos, a cobrança de Programa de Integração Social (PIS) e de Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) ocorra inteiramente na produção. A mudança, no entanto, exigiria alterações na legislação e precisaria ser aprovada pelo Congresso.

Atualmente, os tributos incidem em cada etapa da comercialização, e a eliminação da cobrança na distribuição quebraria a cadeia de arrecadação, onerando as distribuidoras e desonerando os produtores. “Ressalte-se que aqui não se está a defender o fim da venda do produtor ao distribuidor, mas sim o fim da sua obrigatoriedade, conferindo ao produtor o direito a realizar a venda direta aos postos revendedores”, explicou o texto.

O relatório sugeriu ainda a eliminação da exclusividade que obriga os postos de determinada bandeira a vender combustível apenas do distribuidor da mesma marca. Atualmente, somente postos do tipo “bandeira branca”, não filiados a nenhuma marca conhecida, podem comprar combustível do fornecedor que oferece o melhor preço e a melhor qualidade.

Segundo o Ministério da Fazenda, os contratos de exclusividade prejudicariam a venda direta de etanol do produtor, limitando-as apenas aos postos de “bandeira branca”. Para a pasta, a liberação da venda direta, com incidência total de PIS/Cofins na produção, geraria novos arranjos comerciais e aumentaria a concorrência e a eficiência do mercado.

Os debates em torno da venda direta de combustível dos produtores para os postos ganharam força depois da greve dos caminhoneiros, que durou 11 dias em maio deste ano. Na ocasião, o governo começou a buscar opções para baratear os preços na bomba. Ontem (13), um grupo de trabalho da ANP concluiu não haver impedimento regulatório para a venda direta de etanol.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse hoje (12) que o problema fiscal do país só se resolve enfrentando o aumento dos gastos públicos, acrescentando ser necessário e urgente aprovar a reforma da Previdência.

“É muito importante priorizar os temas pela urgência que têm para o país. O que é urgente e absolutamente necessário é aprovar a reforma da Previdência. Não resolve o problema fiscal com a privatização, resolve o problema fiscal enfrentando o problema do gasto”, disse ao ser questionado se a proposta do próximo governo de conseguir recursos com privatizações de estatais é viável.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, durante solenidade de comemoração dos 50 anos da Receita Federal, no Palácio Itamaraty.
Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, refirma necessidade da reforma da Previdência para reduzir os gastos públicos - Arquivo/Agência Brasil

Além de reduzir os gastos públicos, o ministro disse que a reforma tem o objetivo de fazer “justiça social, porque hoje existem regras desiguais” para os setores público e privado.

Crescimento

Questionado sobre o motivo de o país não ter crescido tanto quanto o governo esperava, Guardia citou uma série de fatores que ocorreram ao longo deste ano. “Em primeiro lugar, a partir do início do segundo trimestre deste ano, começa a ter maior preocupação com o comportamento da economia mundial”, como o aumento da taxa de juros dos Estados Unidos, o que atrai investidores para aquele país que aplicam em países emergentes como o Brasil, e os conflitos comerciais.

Depois, em maio, disse o ministro, veio a greve dos caminhoneiros, com a paralisação da economia e deteriorização das condições financeiras do país. Outro fator citado por Guardia foi o debate eleitoral, com dúvidas sobre qual rumo o país iria tomar. “Isso tudo agregou maior volatilidade ao longo desse período”, disse.

Reforma do PIS/Cofins

Guardia disse que o ministério tem um projeto pronto que prevê a simplificação do PIS/Cofins (Programa de Integração Social/Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). O ministro havia anunciado a intenção de reformas nessas contribuições em março deste ano. Entretanto, disse que não seria oportuno enviar um projeto agora para o Congresso pela inviabilidade de aprovação. “Isso tem que ser decidido pela nova equipe. Tem um novo governo eleito, um novo ministro indicado”, disse.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

A partir das 9 horas de hoje (10), a Receita Federal disponibiliza para consulta o sétimo lote de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2018. Haverá também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017.

O crédito bancário para 151.248 contribuintes será feito no dia 17 de dezembro, somando mais de R$ 319 milhões. Idosos acima de 80 anos, contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e aqueles cuja maior fonte de renda seja o magistério têm prioridade.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet  ou ligar para o Receitafone 146.

Extrato da declaração

Na consulta à página da Receita, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no Cadastro de Pessoa Física - CPF.

Com o aplicativo será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

A partir das 9 horas da próxima segunda-feira (10) estará disponível para consulta o sétimo lote de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2018. Contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017.

O crédito bancário para 151.248 contribuintes será realizado no dia 17 de dezembro, somando mais de R$ 319 milhões.

dinheiro
Restituição: crédito bancário para 151.248 contribuintes será realizado no dia 17 de dezembro, somando mais de R$ 319 milhões      (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Desse total, R$ 127.393.752,50 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade no recebimento: idosos acima de 80 anos, 19.081 contribuintes entre 60 e 79 anos, 3.157 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 9.297 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet  ou ligar para o Receitafone 146.

Extrato da declaração

Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no Cadastro de Pessoa Física - CPF.

Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

 

Agencia Brasil

A cotação da moeda norte-americana encerrou a semana em alta de 0,53%, a R$ 3,8950 para venda. O dólar oscilou durante a semana com a intervenção do Banco Central para aumentar a liquidez da moeda com leilões extraordinários de venda futura, com compromisso de recompra. A ação manteve o patamar da moeda abaixo de R$ 3,90, mas não evitou a quarta alta seguida da semana. O dólar tem uma alta acumulada de 17,55% no ano.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), terminou a semana em baixa de 0,82%, com 88.115 pontos. Os papéis da Petrobras fecharam em alta, registrado 0,65% enquanto as ações das principais companhias encerraram em baixa, como Vale com menos 2,10%; Itau com desvalorização de 0,75% e Bradesco com perdas de 0,47%.

 

Agencia Brasil

Foto - Divulgação

Economia

A bandeira tarifária para o mês de dezembro será verde, ou seja, sem custo extra para os consumidores de energia elétrica. Desde maio deste ano, a bandeira estava nos patamares amarelo ou vermelho.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel),  apesar de os reservatórios ainda apresentarem níveis reduzidos, a expectativa é a de que a estação chuvosa continue aumentando o nível de produção de energia pelas hidrelétricas e a recuperação do fator de risco hidrológico (GSF), fatores que impulsionam a queda no Preço de Liquidação de Diferenças (PLD). O GSF e o PLD são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira tarifária a ser acionada.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoção de cada bandeira, nas cores verde (sem cobrança extra), amarela e vermelha (patamar 1 e 2), está relacionada aos custos da geração de energia elétrica. 

A Aneel alerta que, mesmo com a bandeira verde, é importante manter as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício de energia elétrica.

 

Agencia Brasil

Tempo

Dourados Brazil Thunderstorms, 23 °C
Current Conditions
Nascer do Sol: 5:50 am   |   Pôr do Sol: 7:19 pm
87%     9.7 km/h     32.386 atm
Previsão
SáB Minima: 23 °C Máxima: 32 °C
DOM Minima: 22 °C Máxima: 32 °C
SEG Minima: 23 °C Máxima: 34 °C
TER Minima: 23 °C Máxima: 34 °C
QUA Minima: 24 °C Máxima: 33 °C
QUI Minima: 24 °C Máxima: 33 °C
SEX Minima: 23 °C Máxima: 34 °C
SáB Minima: 25 °C Máxima: 30 °C
DOM Minima: 25 °C Máxima: 32 °C
SEG Minima: 25 °C Máxima: 30 °C