Dourados-MS,
BANNER 2 - camara-ddos-27 -(1000x90)

A seleção feminina de voleibol sub-18 de Mato Grosso do Sul entra em quadra nesta terça-feira (10) em Saquarema-RJ, para enfrentar a seleção do Amazonas, durante as disputas do Campeonato Brasileiro de Seleções de Voleibol 2020. A partida começa às 13h (MS).

Na quarta-feira (11), o time vai encarar dois adversários: Rio Grande do Norte, às 8h30 e Roraima, às 14h30 (MS). A seleção do Estado encerra a fase classificatória na quinta-feira (12), diante de Alagoas, às 7h (de MS). Estas equipes estão no Grupo A.

Já o Grupo B é composto por Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Pará, Espírito Santo e Tocantins. Conforme regulamento da CBV (Confederação Brasileira de Voleibol), as três seleções estaduais no pódio garantem acesso à Divisão Especial em 2021. As três últimas cairão à Segunda Divisão na próxima temporada.

Na primeira fase, todas as equipes jogam entre si nos grupos, em confrontos de três sets obrigatórios. Os dois melhores colocados de cada chave avançam à semifinal. Os jogos desta fase em diante são de três sets vencedores. As partidas serão realizadas no Centro de Desenvolvimento do Voleibol até o próximo sábado (14).

A seleção masculina sub-19 de Mato Grosso do Sul participa a partir desta terça-feira até sábado (de 03 a 7.03), em Saquarema-RJ, da Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) de Voleibol 2020. Os jogos acontecerão no Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV). A competição é organizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

A equipe sul-mato-grossense está no Grupo B, ao lado de Amazonas, Rio Grande do Sul, Alagoas e Roraima. O Grupo A é formado por Mato Grosso, Bahia, Goiás, Maranhão e Pará. Segundo o regulamento da CBV, os três times no pódio garantem acesso à Divisão Especial em 2021, enquanto os três últimos cairão à Segunda Divisão na próxima temporada.

Mato Grosso do Sul estreia nesta terça-feira (03.02) contra o Rio Grande do Sul, às 11h30 (horário de MS). No mesmo dia, retorna à quadra diante do Amazonas, às 17h30 (de MS).

Na primeira fase, todas as seleções jogam entre si nos grupos, em partidas de três sets obrigatórios. Os dois melhores colocados de cada chave avançam à semifinal. Os confrontos desta fase em diante são de três sets vencedores.

A delegação sul-mato-grossense é formada por:

Levantadores: Sebastião Velasquez (EE Clarinda Mendes de Aquino – CMA/Campo Grande) e Marco Echeverria (Associação Calvoso de Voleibol/Ponta Porã)

Ponteiros: Raphael Soria, Anthony Cáceres (CMA/CG) e Pedro Henrique (Vedacit Vôlei Guarulhos/São Paulo)

Meios: Gabriel Gregorio, Felype Bezerra, Luiz Felipe e Alifer Alves (CMA/CG)

Opostos: Carlos Eduardo (CMA/CG) e Cauã Fernandes (São Caetano/São Paulo)

Técnico: Alexandre Pereira

Chefe de delegação: Oswaldo Ferreira (CMA/CG)

Leia mais em: https://www.fatimanews.com.br/esportes/selecao-sub-19-de-ms-disputa-o-campeonato-brasileiro-de-voleibol-no/198474/

Representantes da CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) estiveram nesta terça-feira (12) em Campo Grande para observar a estrutura que está preparada para a etapa da Liga das Nações de 2020.

O superintendente da entidade, Renato D’Avila, e o gerente de Captação de Recursos e Responsabilidade Social, Marcos Aurélio Gonçalves, passaram pela Capital e se reuniram com o presidente da Federação Estadual, José Amâncio “Madrugada” da Mota, e o secretário especial do governo do Estado, Carlos Alberto de Assis.

“Nossa missão aqui hoje foi nos reunirmos com as autoridades do governo e da federação para tratarmos da forma como o convênio que vai ser firmado será conduzido”, disse Renato D’Avila.

Segundo ele, a conversa está bem adiantada e a parceria deve ser assinada em breve. “Fizemos uma reunião grande de alinhamento onde foram tratados os próximos passos desse acordo”, completou.

Antes de deixarem a cidade, os dirigentes passaram pelo ginásio Guanandizão, que será reinaugurado com os jogos da seleção brasileira masculina. Representantes da FIVB (Federação Internacional de Voleibol) farão uma vistoria no fim deste mês.

“Fizemos uma visita ao ginásio para acompanhar as obras e temos certeza que tudo estará no nível ideal para a realização de um grande evento”, completou Renato.

Campo Grande receberá os jogos da Liga das Nações de vôlei masculino entre 19 e 21 de junho de 2020. Participarão desta etapa as seleções do Brasil, Alemanha, Itália e Rússia.

As meninas de Mato Grosso do Sul conquistaram a medalha de bronze e, consequentemente, uma das vagas na 1ª divisão do Campeonato Brasileiro de Seleções sub-18, em Domingos Martins (ES).

A seleção do Estado havia sido derrotada na semifinal, mas conseguiu reagir na disputa pelo terceiro lugar ao vencer Tocantins por 3 sets a 1, com parciais de 25/16, 20/25, 13/25 e 20/25.

Além de Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Roraima, finalistas do Brasileiro da 2ª divisão, também conseguiram a classificação. As anfitriãs foram às campeãs do torneio.

A disputa realizada ao longo da semana também contou com representantes do Sergipe, Piauí, Bahia e Amapá.

No final da noite desta terça (3), o Sada/Cruzeiro estreou com vitória no Mundial de Clubes de vôlei masculino que acontece na cidade de Betim, em Minas Gerais.

A equipe mineira derrotou o Zenit Kazan (Rússia) por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/20 e 25/22.

O próximo compromisso do Cruzeiro será na próxima quarta, diante do Lube Civitanova (Itália).

A sul-mato-grossense Victoria terminou a etapa de Cuiabá do Circuito Brasileiro de Open de Vôlei de Praia com a medalha de bronze.

Ao lado de Tainá (SE), a jogadora do Estado venceu Carolina Horta e Ângela (CE/DF) por 2 sets a 1, com parciais de 21/15, 18/21 e 11/15.

O próximo desafio das duplas da temporada 2019/2020 está marcado para Ribeirão Preto (SP) entre 20 e 24 de novembro. O Circuito Brasileiro também passará por João Pessoa, Maceió, Aracaju e Rio de Janeiro. O Super Praia será em Itapema (SC).

O Brasil segue implacável na Copa do Mundo de vôlei. Em duelo disputado nesta quarta-feira em Hiroshima, a seleção brasileira masculina derrubou o selecionado argentino por 3 a 0 (parciais de 25/19, 25/19 e 26/24) e cravou seu sexto triunfo, mantendo a invencibilidade e a liderança isolada da competição realizada no Japão.

Os Estados Unidos são o próximo desafio brasileiro, quinta-feira, a partir das 6h de Brasília. O bom selecionado americano iniciou a 6ª rodada como vice-líder (joga nesta quarta contra o Irã), somando quatro vitórias e uma surpreendente derrota por 3 a 2 para os argentinos na estreia.

O jogo

Com o central Flávio em lugar de Maurício Souza, a equipe nacional começou forte e rapidamente colocou confortável vantagem, indo para a primeira parada técnica com 8/4 a favor e com 16/11 para a segunda. Além do intenso volume de jogo, com Alan e Leal já quentes, o Brasil se aproveitou dos seguidos erros de saques do adversário para resolver o set de abertura por 25/19 depois de um bloqueio de Lucarelli.

O cenário inicial da segunda parcial foi bem diferente, com o time da Argentina dando muito calor. O ímpeto dos Hermanos, porém, durou bem pouco, e logo a seleção retomou as rédeas, virou e abriu três de frente (8/5). Com o passe entrando certinho, Bruninho serviu com muita qualidade os companheiros, e o Brasil seguiu absoluto em quadra, fazendo 2 a 0 no placar após finalizar a parcial novamente em 25/19.

A boa vantagem parece ter relaxado a equipe brasileira, que viu os oponentes abrirem 6/1 no começo do terceiro set. O saque argentino passou a entrar, dificultando a recepção dos comandados de Renan dal Zotto. A ótima passagem de Alan no serviço, porém, fez com que o Brasil se recuperasse, reduzisse para 6/5 e entrasse novamente na parcial. A Argentina, entretanto, dava mais trabalho e levou o placar de 16/15 a favor para a segunda parada técnica. Na base da paciência, a seleção virou o jogo e pôs dois pontos de frente (18/16), mas os argentinos deram o troco e fizeram 24/23, ficando a um passo de fechar o set. O Brasil, no entanto, disse não. Foi atrás, virou novamente e, com um ace espetacular de Leal, liquidou a fatura em 26/24.

O Brasil começou jogando com Bruninho, Lucarelli, Alan, Leal, Lucão e Flávio, além do líbero Thales. Entraram no decorrer Maurício Borges, Isac, Fernando Cachopa e Felipe Roque.

Mais Artigos...