Dourados-MS,
Câmara_audiência

Primeira morte por dengue é confirmada em MS

Foto - Divulgação

Outras Cidades
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Primeira morte por dengue é confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) no Estado de Mato Grosso do Sul. Idosa de 76 anos, após ser diagnosticada com a doença, ficou internada mas não resistiu e morreu. O caso aconteceu em Três Lagoas.

De acordo com o Boletim Epidemiológico, foram registrados 125 casos confirmados de dengue, porém o relatório ainda não divulgou a morte da idosa.

Em Campo Grande, 466 pessoas foram diagnosticadas e confirmadas com a doença e, no Estado todo, esse número salta para 761 casos. A maioria dos casos notificados de dengue são em pessoas com 35 a 49 anos de idade.

ANO PASSADO

Mato Grosso do Sul encerrou o ano de 2018 com aumento de mais de 15% nos casos de dengue. Conforme último boletim epidemiológico  do ano da Secretaria Estadual de Saúde, até o início da segunda quinzena de dezembro, já havia sido notificado em todo o Estado o total de 7.140 casos da doença. São 939 casos a mais em comparação ao ano de 2017. Embora o crescimento coloque o Estado em alerta, principalmente por conta do período de chuvas e altas temperaturas - propícios para a proliferação do mosquito transmissor Aedes aegypti -, o índice permanece como o segundo mais baixo dos últimos anos. Em 2013, por exemplo, o Estado havia registrado o total de 102.026 casos da doença.

 

Correio do Estado