Dourados-MS,

Um dos depósitos estava lotado de droga na fronteira. - Foto: Senad

Depois de um ano de investigações, a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai, com apoio do Ministério Público e da Polícia Nacional, desarticulou estrutura responsável pelo envio de grandes carregamentos de maconha ao Brasil por terra e água, pelos estados de Mato Grosso do Sul e Paraná. 

Foram apreendidas 16 toneladas de maconha, 16 veículos, duas embarcações, submetralhadoras e fuzis. Dez pessoas, incluindo a cúpula do grupo, foram presas. Conforme divulgado nesta quinta-feira pela Senad, a ação foi realizada na cidade de Salto Del Guairá, perto de Mundo Novo, extremo sul do estado, e de Guaíra (PR). 

A organização criminosa dispunha de estrutura financeira e logística que incluía depósitos, portos clandestinos e veículos que possibilitavam tanto transporte terrestre quanto fluvial, criando alternativas "seguras" de acordo com a presença de fiscalização na fronteira e destino da carga.

Eles contavam ainda com apoio de policiais corruptos. "Os mesmo tinham um esquema de portos clandestinos para passagem de droga ao território brasileiro e contavam, inclusive, com a proteção de membros das instituições de segurança, segundo as investigações", afirma a Senad em nota.

Entre os presos estão Flaviano Giménez, principal financiador e chefe da organização, Flávio Júnior Giménez Spaini, filho e braço direito do chefe, Jorge Daniel Zorrila Vera, encarregado pelo gerenciamento das drogas, e Wilson Gauto Campuzano, assistente fiscal da Unidade Especializada de Combate ao Tráfico de Salto del Guairá.

Abaixo na hierarquia estavam Orlando dos Santos Fernández, Miguel Angel Torres, Cristian Mancuello Ferreira, Derlis Nicolas Arguello Ramirez, Wilberto Fariña e Ramón Giménez. Foram apreendidas os 16 mil, uma frota com 16 veículos incluindo caminhões, caminhonetes e carros de luxo, dois barcos, duas submetralhadores, um fuzil 5.56, vários carregadores, cartuchos e silenciadores. Somente o carregamento apreendido ao longo das investigações foram avaliados em oito milhões de dólares.

Correio do Estado

Foto - Divulgação

Sérgio Fernandes da Silva Martins, 35, morreu na madrugada deste sábado (28), após ser arremessado da carreta que conduzia. O veículo capotou na BR-267, no distrito de Agro Vila Pana, em Nova Alvorada do Sul.

Segundo informações do boletim de ocorrência, no km 219 da rodovia, a carreta que Sérgio conduzia saiu da pista e capotou por volta de 23h30. Ele foi arremessado do veículo e não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Rodoviária Federal esteve no local. Os motivos do acidente ainda estão sendo apurados. Uma equipe da Perícia de Dourados foi acionada e o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) de Dourados.

O caso foi registrado como morte a esclarecer. 

Dois amigos morreram e um terceiro ficou ferido depois de o carro em que eles estavam cair de uma ponte no córrego Lago Azul, na rodovia MS-472, próximo à cidade de Bela Vista, na região de fronteira com o Paraguai. A suspeita é de que o motorista tenhas dormido ao volante.

De acordo com informações do site BV News, o trio estava em um veículo Fiat Strada e voltava de uma festa por volta das 4 horas. Ao passar pela ponte que fica na estrada do Apaporé, o condutor teria perdido o controle da direção do automóvel após dormir ao volante.

O carro caiu no córrego com as rodas para cima e os dois passageiros que estavam na frente morreram na hora. A terceira vítima, que estava deitada no banco de trás, conseguiu sair e pedir socorro. Ele teve ferimentos leves e foi encaminhado para o Hospital São Vicente de Paula.

 

 

Armas de guerra apreendidas ontem pela PRF. - Foto: Cipó Guincho

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu ontem arsenal com 50 armas de fogo e 2.542 munições na rodovia BR-267, em Bataguassu, perto da divisa com o estado de São Paulo. Entre o armamento havia um fuzil M4 e duas espingardas UNG 12 automáticas, usados por unidades militares e forças policiais especializadas. A suspeita é de que o material tenha sido adquirido na fronteira com o Paraguai, para fortalecer o crime organizado que age região sudeste do Brasil.

Segundo a PRF, durante fiscalização dentro da Operação Égide, que ocorre desde junho do ano passado, a equipe deu ordem de parada a um carro Chevrolet Cobalt com placas de Belo Horizonte (MG), conduzido por um homem de 21 anos, acompanhado de uma mulher de 23 anos. Durante vistoria, os agentes encontraram as armas escondidas em fundo falso no encosto do banco traseiro do veículo.

Ao todo foram encontrados 29 pistolas, 18 revólveres, o fuzil e as duas espingardas, além de 1.313 munições de revólver, 747 de pistola, 403 de rifle e 75 de espingarda, que somaram 2.542. Encontraram ainda 15 carregadores calibre 45, 20 carregadores calibre 9mm e três carregadores calibre 40. O motorista declarou que receberia R$ 5  mil para levar a carga até São Paulo (SP), mas se recusou a informar a origem do armamento. O casal foi encaminhado à Delegacia da Polícia Federal de Três Lagoas.

De acordo com balanço do primeiro semestre divulgado pela PRF, as apreensões de armas tiveram crescimento de 35% em Mato Grosso do Sul. Neste ano foram 42 armas apreendidas nos primeiros seis meses - sem mencionar a ocorrência recente. No mesmo período do ano passado haviam sido 31. Já as munições aumentaram em mais de cinco vezes, cerca de 373%. Em 2017 foram 3.957 unidades recolhidas e em 2018 foram 18.749 unidades, dos mais variados calibres. Na mesma medida em que os números mostram eficiência do trabalho policial, também evidenciam maior movimento de cargas por parte dos criminosos.

 

Correio do Estado

Casal estava junto há três anos. - Foto: JP News/Facebook

O empresário Marcos Gonçalves de Oliveira matou a esposa Francielli da Silva Castilho, de 27 anos, na noite de ontem, em Três Lagoas, e cometeu suicídio em seguida. Os corpos foram encontrados por funcionários na manhã desta quarta-feira, em propriedade localizada na zona rural, às margens da BR-158. De acordo com o jornal JP News, o homem teria gravado um áudio por volta das 23 horas, informando que cometeria o crime de feminicídio.

No local, a polícia apreendeu um revólver e duas cápsulas deflagradas. O áudio teria sido compartilhado em um grupo de WhatsApp da família. Nesta manhã, a filha do empresário telefonou para os funcionários que foram até à residência, onde encontraram os corpos. O casal estava juntos há três anos e ainda não há informações sobre a motivação do crime. Marcos era dono de uma empresa de locação de máquinas para a construção civil.

 

Correio do Estado

Até o momento, cerca de 9 detentos estão foragidos - Foto: Divulgação/Sinpol

Grupo de dez presos fugiu de delegacia na madrugada desta segunda-feira (23), em Aquidauana. Informações da polícia civil são que os criminosos haviam cavado um túnel dentro do banheiro e conseguiram escapar das dependências da delegacia.

Os policiais realizaram rondas para encontrar os autores e um dos fugitivos, de 25 anos, já foi recapturado.

Segundo o policial civil que estava de plantão junto com o investigador, durante a madrugada quando entraram nas celas, verificaram que parte dos presos não estavam e só então encontraram o túnel dentro do banheiro. Haviam outros dez detentos na cela que não conseguiram fugir.

O sindicato de Policiais Civis de Mato Grosso do Sul (Sinpol/MS), informou por meio de nota que essa é a quinta fuga  de presos em delegacias do estado deste ano e que esses fatos já foram comunicados Delegacia-Geral, à Sejusp e à Coordenadoria da Vara de Execuções Penais (Covep).

 

 

Correio do Estado

Foto - Ponta Porã News

Troca de tiros termina com três feridos na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

As vitimas segundo a policia foram identificadas como os brasileiro Vilmar dos Santos (35) e Waldemar Pereira Rivas (36) vulgo “Cachorrão” proprietário de um comércio de venda de peças usadas  que se encontrava a bordo de um veiculo da marca Honda Civic, cor branca, placas GBN 2788 da cidade de São Paulo, e o paraguaio Alejandro Peña, que foram atacados com vários impactos, possivelmente, de pistola 9mm na rua Adela Esperatti esquina com a rua Juan E. O´Leary do bairro Santo Antônio por volta das 22:15hs, na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, os três feridos foram socorridos a uma clinica particular da cidade.

Agentes da Divisão de Homicídios e da Policia Técnica realizaram os trabalhos de praxe e recolheram no local aproximadamente 41 capsulas de projetil do calibre 9mm e manifestaram que segundo testemunhas, a camioneta transitava pela área quando foi interceptada pelo Honda Civic, cujos ocupantes, realizaram vários disparos contra o condutor da camionete da marca Toyota, cor chumbo, placas HCH 078 Paraguai, que respondeu a tiros ao ataque que teria deixado ferido os três e posteriormente a camioneta foi abandonada no local pelo condutor que se encontra em paradeiro desconhecido.

Durante a troca de tiros uma residência, onde se encontrava três crianças, acabou alvejada com vários impactos de projetil.

 

 

Ponta Porã News

Mais Artigos...