Dourados-MS,
BANNER 1 - Camra-15-09- (1000X90)

Polícia Ambiental autua quatro em R$ 8,4 mil e apreende 139 quilos de pescado

Policia
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Batayporã realizava fiscalização ambiental nesta sexta-feira, dia 25 de setembro, pela operação Hórus no rio Ivinhema, visando à prevenção à pesca predatória no município de Taquarussu e localizou um acampamento, onde estavam quatro pescadores amadores. 

Nas proximidades do local onde estavam os homens, em meio a um matagal, os Policiais encontraram duas caixas isotérmicas, contendo pescado das espécies pintado, pacu, piau, abotoado e barbado, havendo pescado com tamanho inferior ao permitido.

No acampamento também foram encontrados 17 anzóis de galho e 15 petrechos do joão-bobo, que são petrechos proibidos para pescadores amadores. O pescado que pesou 139 quilos, os petrechos ilegais, dois barcos e dois motores de popa foram apreendidos.

Além do crime de pescar com os petrechos ilegais e capturar pescado fora da medida, cada pescador só poderia ter capturado e abatido apenas um exemplar de peixe nativo, com a possibilidade de cinco exemplares de piranhas, portanto, capturaram pescado acima da cota permitida, o que também é crime ambiental.

Os infratores de 28, 36, 41 e 55 anos, residentes em Tapira, no Paraná, foram presos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina, juntamente com o material apreendido, e responderão por crime ambiental de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção. Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 2.100,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.